Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CUCO O PASSARINHO DO TEMPO

                   CUCO O PASSARINHO DO TEMPO




                  Cuco... Cuco... Cuco... Anuncia o passarinho do relógio que a hora mudou. O tempo passou por nós... Ele corre rápido, apressado como o coelho chapeleiro de “Alice no país das maravilhas”. Estamos sempre atrasados... O tempo, o tempo, o tempo... Não deu tempo... Não tenho tempo... Não sobrou tempo... O tempo passou e nem percebi... Perdi muito tempo... Tem sempre modernos ponteiros nos avisando o tempo.
                      O passarinho cuco hoje tem voz, é digital, analógico, não mora mais em uma casinha, vive num chip e aparece numa tela de cristal líquido, mas continua a controlar nosso tempo e agora com precisão de milésimos de segundos.
                       O tempo passou a ser ouro e a valer muito dinheiro, por isso é urgente recuperar o tempo perdido. Palavras como: esperar; parado; calma; devagar; lento, já são consideradas nocivas para o acelerado século XXI. Tudo deve ser resolvido para ontem, pois o hoje é curto e o amanhã está atrasado. O pensamento tem que ser ágil para tentar conectar-se ao tempo. O mundo funciona 24 hs e já tem banco que atende 30 hs, a meta é alcançar o tempo e se possível ultrapassá-lo.
                        Ah! Quantas ilusões nós humanos alimentamos inflados por nosso orgulho e soberba. O tempo nunca se deixará dominar, ele é soberano, esta acima de qualquer medida criada por nós. O tempo é atemporal, ele não é cronológico ou analógico, ele é fora do lógico. Por isso, com a razão humana não conseguimos entendê-lo ou retê-lo. O tempo possui suas próprias leis que são imutáveis e invariáveis, nada do que fazemos consegue mudá-las ou desviá-las de seu curso natural que é passar e sempre ir à diante, cumprindo seu ciclo de renovação do universo. Também, nós estamos inclusos nesse processo de renovação.
                         O tempo é sempre novo, nunca fica velho e é com ele que devemos aprender essa lição. Temos tanto medo de envelhecer e morrer, que tentamos parar o tempo. Porém, nessa louca corrida em deter o tempo, não conseguimos ver que todos os dias podemos ser novos. Mesmo quando nosso corpo não tiver mais o vigor da juventude, seremos novos nessa nova fase da vida. Todo o dia ao acordarmos, estamos recebendo da existência a oportunidade da renovação para que nos tornemos melhores. Assim, quando abrirmos nossa consciência para entendermos que a todo tempo somos novos, não correremos mais atrás do tempo e sim ao lado dele e o passarinho cuco poderá abrir a porta da sua casinha e voar livre, sem horas, minutos ou segundos para controlar, somente vivendo, cantando e louvando a criação por ser novo todo dia.



                            IAKISSODARA CAPIBARIBE.
IAKISSODARA CAPIBARIBE
Enviado por IAKISSODARA CAPIBARIBE em 03/10/2006
Código do texto: T255538
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
IAKISSODARA CAPIBARIBE
Fortaleza - Ceará - Brasil, 49 anos
90 textos (15765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:13)
IAKISSODARA CAPIBARIBE