Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



 
"Ele queria mudar"

Evaldo da Veiga


Queria mudar, fez a primeira cirurgia e de fato mudou.
 E gostou.
Queria gostar um pouco mais e fez a segunda cirurgia,
gostou um pouco mais.
Como estava a fim de gostar do que não fosse seu, 
fez a terceira e quarta e muitas...
Ficou o que não queria ser, mas como não queria
 se dar por perdido, disfarçou que gostou. 
Criou desejos diferentes e outros se ampliaram.
Foi processado, em primeiro momento gostou.
 Estampa na mídia mundial,
aumento da busca da sua imagem foi tudo que pensou. 
Enganou-se. Reconheceu que foi extorquido, engolido,
 gastou muito, pagou mal.
Mas havia outros credores que se apresentaram, ele não gostou.
Nem sabia que devia, muito menos a existência dos credores. 
Ai então, se viu feio e irreconhecível, 
resolveu mentir pra si mesmo:
 sou lindo, um amor. E caminhou, andou e andou, 
o cansaço... mas não se deu por vencido. 
Dizem: mudou o corpo, 
mas é a mesma busca do que não é e não foi... 
O melhor dele, a música e a dança não se perderam. 
Não esqueceram o quanto lindas.
 Ele não se lembra com precisão, 
só sabe que queria ser outro ser, 
mesmo renunciando o que melhor conquistou, 
o êxito por si, mesmo com o nariz e a cor que não queria... 
Agora é torcer para que ele não seja mais 
a figura que foi, quando mudou. 
Que parte de si, ao menos, ou todas, preferencialmente,
 voltem a ser o que havia de melhor que nele poderia existir. 
Ele é um filho da vida. E o criador somente faz o necessário
 e imprescindível para existência plena e feliz, 
com equilíbrio na vida e no amor.
Agora, Ele em nova dimensão, vivendo de novo.



evaldodaveiga@yahoo.com.br
 



Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 21/10/2006
Reeditado em 15/03/2012
Código do texto: T269851

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313607 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:53)
Evaldo da Veiga