Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Apartamento

Eu que jurava, jamais morar, hoje me encontro neste.
E por incrivél que pareça, estou adorando.
E como gosto de chegar á janela e olhar quase tôda a cidade.
Vendo tudo de cima, eu que sempre fui tão para baixo, hoje vejo tudo do alto, árvores, telhados, casas e até pessoas.
Não é só maneira de falar, ando me sentindo tão bem e tão feliz, que vejo tudo assim mesmo.
A Maura ontem veio aqui e não gostou, dizendo que sempre morei bem e gostei de tudo arrumado.
E aqui está tudo bagunçado, nem armários tenho para guardar as coisas.
Mas ,engraçado, nunca me senti tão bem e tão feliz.
Não estou nem ai para as bagunças, deixo tudo de lado para escrever ou sair para a rua com a Nayara, passeando ou fazendo compras.
Cansei de ouvir essa frase; Você não sabe viver.
E hoje comecei á aprender e estou ótima e feliz.
E como estou assim parece que os familiares, risos, não estão gostando.
Mas tenho que aprender, ainda, á não dar ouvidos para o que dizem.
Ainda chego lá.
E caminho á passos largos para lá chegar e enchergar.
martamaria
Enviado por martamaria em 23/10/2006
Reeditado em 24/10/2006
Código do texto: T271842
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58789 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:29)
martamaria