Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Vestibular para Santa I I



Evaldo da Veiga


Ela queria ir para o Céu, mas caminhava em sentido contrário...

Ele chega a casa no início da noite e, sobre a cômoda, um envelope azul. Não precisou virar o envelope para identificar a remetente, a letra era inconfundível, aquela que era usada com percuciente esmero nos trabalhos escolares ou nas mensagens que Ela considerava importantes.
Aos 24 anos Ele fora Professor do ensino Secundário, o que significa hoje secundo grau, e lecionava em três colégios; no turno da noite, lecionava no colégio que ela estudava, e nesse colégio era coordenador. Ela, na época, era funcionário estatal, era casada e tinha um filho com um ano de idade. Havia iniciado a vida de casada fazia pouco, e de amante neste episódio.
A carta foi enviada no dia 22, de Icaraí para Pendotiba, na mesma cidade, distando não mais que de 5 km, mas custou a chegar. Não deveria ter chegado nunca.
Já não se viam há mais de 25 anos e o desfecho do primeiro ciclo de convivência foi uma ruptura desastrosa, que deixou seqüelas emocionais que os longos anos esmaeceram, mas a nova ruptura reavivou-as, tornando-as irreversíveis.
A carta eivada de equilíbrio, surpreendia, favoravelmente, em todos os sentidos. Porém, um trecho era sobremaneira relevante, fugindo de caráter de péssimo para o admirável.

Dizia Ela:- “a vida durante esses tantos anos me deu e me tirou muitas coisas: algumas boas e outras não tão boas. Pude aprender integralmente que em todo o relacionamento, sejam de amizade ou de homem/mulher, o que deve prevalecer é sempre a verdade, sem a verdade nada pode ser construído, nem o que parece aos olhos de ser uma enorme fortaleza. Tudo isso foi você quem me ensinou, espero que não tenhas perdido essa maior e melhor qualidade que um ser humano pode ter”.
E Ele acreditou. Sentiu que Ela havia se modificado. Errou na crença e se machucou, um tanto mais que no primeiro relacionamento.


evaldodaveiga@Yahoo.com.br
Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 24/10/2006
Reeditado em 24/10/2006
Código do texto: T272216

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:41)
Evaldo da Veiga