Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quotidiano

Quotidiano: O que se faz todos os dias. O que é hábito. Repetição. Rotina. Um bom ingrediente para infelicidade, a menos que tudo o que você faça seja de seu grado. O que eu duvido.

A Lua gira em torno da Terra. A Terra gira em torno do Sol e do seu próprio eixo. Há quanto tempo isso ocorre? Pense. Não, você não conseguirá responder. Deixe pra lá.
O homem nasce, cresce e aprende a cuidar de si mesmo. Sente uma necessidade enorme de ter alguém ao seu lado. Ele procura um semelhante do sexo oposto até achar. Depois eles vivem alguns anos juntos, então nasce uma criaturinha semelhante à eles. Essa mesma criaturinha cresce e aprende a cuidar de si mesma. E a coisa se repete.

Carlos levanta às 4:15 horas da manhã, calça seus chinelos de dedos gastos e vai ao banheiro. Se olha no espelho, desanimado como sempre. Será mais um dia difícil. Escova os dentes, lava o rosto e penteia os cabelos. Não toma banho porque o tempo é curto. Vai pra cozinha, onde sua mulher já está de pé, com aquele mesmo roupão velho de sempre. Ela diz bom dia e joga o resto do cigarro dentro a pia. Carlos senta-se na mesa e come um pedaço de pão, acompanhado por uma xícara de café com leite. Já terminada a “farta” refeição da manhã, ele beija o rosto da mulher e segue pra pegar a condução pro trabalho. Anda quase 3 quilometros até chegar no ponto de ônibus. O dia já começa a clarear. Chegando lá, cumprimenta seus velhos conhecidos. Comenta algo sobre o futebol e o tempo. Mas o papo quase nunca vai pra frente. O jeito é esperar calado. O ônibus chega. Carlos entra e cumprimenta o motorista. De tanto tempo que ele pega o mesmo ônibus, conhece o motorista, o cobrador e quase todos os passageiros, com exceção de alguns que mudam todos os dias. Senta-se no seu lugar habitual e olha pela janela a paisagem tão conhecida. Carlos sempre se espanta com o rapaz que passa pedalando sua bicicleta, com uma mochila velha nas costas, sempre naquela rua, em frente daquele prédio. Tudo é de uma precisão tão exata que chega a ser fascinante. Na uma hora que ele faz de viagem, é como se ele estivesse vivendo um constante djavù. A situação toda realmente só muda quando ele chega no seu destino: o trabalho. Lá ele realmente nunca sabe o que pode acontecer. Tudo vai depender do humor de seu Encarregado. O cara é um completo chato e puxa-saco, se eu pudesse daria umas boas porradas nele, foi o que Carlos comentou certo dia com um companheiro de trabalho. Mas esse comentário quase custou o emprego de Carlos. Já que o sacana do “amigo” dele foi correndo contar pro chefe. Sabe como é né, de um jeito ou de outro tem que ganhar prestígio com os chefes. Mas de qualquer forma, o expediente acaba e tudo continua sempre na mesma: Carlos pega o ônibus pra casa, anda mais 2 quilometros – porque graças a Deus o ônibus pára mais perto da casa dele na volta. Chega em casa, cumprimenta a mulher, vai ao banheiro pra fazer suas necessidades, toma aquele banho merecido de homem trabalhador e vai jantar. Falando em jantar, essa noite seus dois filhos jantaram juntos com ele. Fazia um bom tempo que Carlos não os via. Ele sempre sai muito cedo de casa e volta muito tarde. Os meninos sempre já estão dormindo. Que coisa linda. Família reunida. Isso sim é uma ocasião pra comemorar. Mas Carlos está realmente cansado. Até se esquece de perguntar como os filhos estão indo na escola. O dia foi realmente exaustivo. Melhor ir pra cama porque amanhã começa tudo de novo.

Quotidiano
do Lat. quotidianu
adj.,
que sucede, que se pratica todos os dias, habitualmente.

Dê atenção à seus filhos. Perca um dia do trabalho pra brincar com eles. Diga que você ama sua mãe. Sua namorada. Seu namorado. Deixe seu cachorro lamber seu rosto. Pule em uma piscina com roupa, carteira e celular. Se dê o trabalho de ter trabalho. Não se acomode na vida. Convide um amigo pra jantar. Veja um sol se pôr e depois veja esse mesmo sol nascer. Se emocione com as coisas pequenas da vida. Dance na chuva. Pule em cima de uma poça d`água. Grite para o Sol. Grite pra acordar sua vida do quotidiano.

Dica: tente aprender 10 coisas novas todos os dias.
Ewerton Metzengerstein Cisz
Enviado por Ewerton Metzengerstein Cisz em 31/10/2006
Código do texto: T278171
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ewerton Metzengerstein Cisz
Salto - São Paulo - Brasil, 29 anos
1 textos (56 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:22)