Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

aprendendo

Nos caminhos da vida , muitos amigos eu ganhei
Não vi que despedidas simples  podem ser as últimas,  por isso não chorei,não falei uma palavra de efeito, apenas sorrir.
Aquele amigo tão bom , que foi mais que um irmão que nunca mais vi, e me despedi com um simples valeu!
Hoje os caminhos não são  os mesmo, nem eu sou  o mesmo nem minhas lembrança são mais as mesma
Quando será a última vez que veremos uma pessoa querida ?
Quando será a próxima vez em que farei uma despedida?
Quando será que meu caminho se distanciará do seu ?
Medo,  medo de perder a vida assim de uma hora pra outra
Ó medo, medo  de perder o olhar do meu  pai, da minha
 mãe, do meu filho, da minha amada
Será que estou no caminho certo,
Será que vou Ter sempre alguem perto de mim, querendo ouvir  o que tenho pra dizer e acreditando, tomara que sim  e tomara que as palavras que saem da minha boca  sejam palavras de otimismo e de esclarecimento. O medo, medo de falar besteira de escrever besteira de induzir alguem ao erro, mais graças eu  não tenho medo de errar,  observo bem os acontecimentos,  porque é melhor será aprender com os erros dos outros do que com os nossos próprios erros.
Alan José da cruz castro
Enviado por Alan José da cruz castro em 14/11/2006
Reeditado em 02/02/2007
Código do texto: T290766
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alan José da cruz castro
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 44 anos
18 textos (585 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 20:16)
Alan José da cruz castro