Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desabafo

São os que escutam tudo. O silêncio. O desprezo. As coisas que não são com você. E sempre no final das contas nos enganamos. Seres humanos. Não sei como conseguimos viver tanto tempo sem espelhos. Agora é daqui pra pior. É chegada a hora de procurar um novo ninho. Novos ventos nos esperam em algum lugar.

Certamente você não vai me defender, nem se arrepender, muito menos se entristecer. Seres humanos. Como? Não está vendo em mim um Ser humano? Você não deveria ser humano? Você não deveria, Ser humano! Então os velhos clichês se repetirão exaustivamente, ironicamente, sarcasticamente.

Essa imensa jaula que se chama planeta terra é muito conflitante com a liberdade da alma que tanto buscamos, mesmo sem saber. E o melhor é não saber. O sofrimento decorre da plena consciência dos fatos. Encaremos a realidade, quem pensa demais é mais triste que os outros. Sei que não saberíamos o gosto da felicidade se não houvesse a tristeza, mas também não precisava tanto!

No mais, continuamos a mercê dos que escutam tudo. Quem não luta, é porque não precisa. E não venha me dizer que você já fez isso e aquilo e tudo mais. Não justifica. Parece até que perderam uma peça no grande tabuleiro da vida. Escolha outra, entre aquelas que você pode manipular. Vá pra casa, deite a cabeça no travesseiro e durma. Dizem que é aqui que se pagam essas coisas. Não sei. Sei que Deus vê tudo, anota tudo e vai cobrar tudo. E viu que eu já estava quase dormindo, e quis que eu escrevesse mais. Pois bem. As coisas são assim mesmo. Não se pode dar cabo do tempo, a não ser... o seu. Assim, começam os sussurros, joga-se a moeda, escolhe-se um palito e... a jaula encolhe... o planeta some.
Marcelo Mosque
Enviado por Marcelo Mosque em 14/11/2006
Código do texto: T291136
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Mosque
Fortaleza - Ceará - Brasil, 38 anos
18 textos (816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 23:06)
Marcelo Mosque