Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As idéias são eternas

As idéias são eternas

A alma. O termo deriva do latim “anima” e se refere ao princípio que dá movimento ao que é vivo, que é animado ou o que faz mover. Aristóteles escreveu “Da Alma”,  uma obra em defesa da alma e de suas implicações com o mundo físico.

O upenino. A palavra é derivada da sigla UPE (União Poxorense de Escritores), sendo utilizada para designar o membro dessa confraria, criada no Município de Poxoréu, MT, em 31 de março de 1988, com a finalidade de atuar em defesa da arte e da cultura. O upenino é o ser que encarna essa idéia, que vive e luta para transformá-la em realidade, valendo-se, principalmente da palavra, sem prejuízo de outros instrumentos da produção humana.

A palavra. É eterna. É a alma do escritor. É a essência da imortalidade upenina. Segundo um provérbio chinês: “há três coisas na vida que nunca voltam atrás: a flecha lançada, a palavra pronunciada e a oportunidade perdida”. Pela palavra Deus fez o universo. Ele apenas dizia: HAJA! E as coisas aconteciam. Jesus ressuscitou morto e levantou paralíticos pela palavra: Dizia ele: Levanta-te! E o morto retornava à vida; e o paralítico voltava a caminhar. A palavra é o poder da criação e da destruição. Por ela nós damos existência a mundos extraordinários, habitados por seres poderosos. Segundo Rousseau, a palavra tem três funções: remédio, veneno e cosmético. É nesse sentido que a usamos para criar céus, purgatórios e infernos.

Segundo Platão, apenas aquilo que existe no mundo das idéias é perfeito. Platonista, defendemos que o perfeito é a idéia e o mais que perfeito é aquele que a defende e que acredita em sua potencialidade. Deus é o Upenino-Mor, o Senhor de todos nós que usamos a palavra nos versos, nas prosas, nos poemas, nos romances, nas músicas, na arte como um todo. Seus discípulos, nós somos deuses em potencial e vivemos para dar vida às nossas idéias e inspirações.

A alma upenina é o princípio que nos anima em nossa missão; é a idéia de que nada é impossível no campo das idéias. As rosas falam com o pequeno príncipe de Exupéry. Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia as obras de suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia e uma noite mostra sabedoria a outra noite, registra o Salmo 19 de Davi. Nós criamos e reinventamos mundos conforme o modelo das eternas idéias. Lobatos, nós nos transformamos em Américos Pisca-Piscas e colocamos jabuticabas nas aboboreiras e abóboras nas jabuticabeiras. Ainda que algumas criações sejam bizarras, nós criamos, criamos e criamos. Essa é a nossa sina: transformar em obras cada vez melhores para todos as perfeitas idéias eternas.

Ao falar sobre a missão upenina, o Notável Upenino Luís Carlos Ferreira disse que “é preciso continuar o que vínhamos fazendo e avançarmos ainda mais”. E isso será possível, se realmente acreditarmos nessa idéia. E crer na potencialidade da idéia é a nossa vida.

Izaias Resplandes. Advogado e Professor de Matemática é o Presidente da UPE – União Poxorense de Escritores.
Prof Izaias Resplandes
Enviado por Prof Izaias Resplandes em 17/04/2011
Reeditado em 13/09/2014
Código do texto: T2914424
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (SOUSA, Izaias Resplandes. (Título da obra) Poxoréu (MT). Disponível em: < http://recantodasletras.uol.com.br/artigos>. Acesso em: (data do acesso).). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Izaias Resplandes
Poxoréo - Mato Grosso - Brasil, 59 anos
333 textos (265939 leituras)
19 e-livros (2367 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/17 06:52)
Prof Izaias Resplandes