Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração de Menina

A menina é o bem mais precioso que Deus
legou à humanidade, a herança divina mais
preciosa, mais perfeita, mais cara e delicada;
se existe algo neste mundo, desde que do
caos foi feito e atravessou as eras, que tem o
mais lindo significado, a mais nobre presença,
o mais delicioso perfume, a voz mais envol-
vente, e que desperta os mais belos e loucos
sentimentos, é a menina. Digo algo e não
alguém, porque não é possí-vel que um ser
tão angelical, místico, envolvente, magnífico,
cativante e sublime possa ter sua origem
neste planeta onde os elementos disponíveis
são terra, água, ar e fogo; a menina, esse ser
superior, veio de um mundo onde os elemen-
tos são luz, música, sabor, perfume, e textura;
e aportou na Terra num dia em que um ser
inseguro e carente chamado menino chorava
debruçado numa pedra, no alto de uma mon-
tanha, pedindo colo à lua, numa noite salpica-
da de estrelas; quando a primeira estrela
cadente singrou os ares ele desejou com toda
a força de seu simplório ser nunca mais viver
na solidão; em seguida as estrelas se juntaram
formando uma passarela, e a menina, a doce
e delicada menina, com seu andar gracioso,
exalando adocicado perfume e arrebatando
todas as atenções, veio amparar seu novo
amigo, até os dias de hoje.
Quantos amigos você tem? Cinquenta?
Amigos de verdade, com os quais você pode
contar nas horas em que mais precisa ou que
estão presentes nas horas mais incertas e
inesperadas?
Hum... o número diminuiu?
Quantos são?
Dez? Cinco? Apenas um?
Não se entristeça, amizade verdadeira não
está ligada à números, mas em reciprocidade,
empatia, sensibilidade, doação, abraço, con-
versa franca, segredos, muitos segredos tran-
cados no fundo do baú da alma; confidências
dessa época tão mágica e maravilhosa que é
a adolescência!
Que mais você troca com esse amigo ou
amiga? Sim, porque há de existir uma troca,
do contrário a amizade é de apenas uma das
partes... você é amiga dessa pessoa mas ela
não é sua amiga ou vice-versa... Não, não...
Não pode ser assim! Deve existir uma troca,
um pacto de amizade mútua e que sobreviva
às tempestades da vida, pois amigos, mesmo
os verdadeiros, também brigam, talvez até
mais que os amigos de “oi, tudo bem, tchau”.
Este pacto deve ser de coração, de alma, e
você vai ver que coisa maravilhosa acontece
quando podemos contar com alguém de ver-
dade e dividir a árdua tarefa de atravessar a
adolescência desbravando as íngremes sel-
vas, serras e chapadas que esta incompará-
vel e inesquecível fase nos apresenta; uma
aventura mágica que acontece uma única vez
e que deve ser vivida ao extremo, dia a dia,
minuto a minuto, cada delicioso momento, da
melhor maneira que puder.
Por isso é importante uma grande amizade,
pois a aventura de passar de menina a mulher
possui momentos dos mais variados.
E se precisar contar um acontecimento feliz?
Com quem você vai confidenciar e trocar suas
impressões depois?
E se precisar desabafar sobre um fato aparen-
temente bobo ou terrivelmente triste?
E se precisar desabar depois de desabafar?
E se houver pedras no caminho?
E se houver arco-íris?
E se houver rosas?
E se houver espinhos?
E se houver pássaros?
E se não houver?
Cadê um ombro para você encostar?
Cadê alguém que encoste no teu?
Cadê um ouvido para te ouvir?
Cadê uma voz que te fale?
Passam as paixões, os amores, mas teu
grande amigo ou tua grande amiga estará
sempre ali. E aí?
Quem é ele ou ela?
Danilo Macedo Marques
Enviado por Danilo Macedo Marques em 23/11/2006
Código do texto: T299321

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Danilo Macedo Marques
São Paulo - São Paulo - Brasil, 42 anos
59 textos (11370 leituras)
1 áudios (182 audições)
3 e-livros (1731 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:56)
Danilo Macedo Marques