Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cirurgia ou Operação?

CIRURGIA OU OPERAÇÃO?

Final de ano. Muito serviço na empresa. Mas todos  faziam seus planos para essa temporada. Silvinha tiraria férias para passar com a família numa praia. Jônatas viajaria para o sul. Estava ansioso em rever a família. Carla optou mesmo por ficar em casa, tinha muita coisa para colocar em ordem. Samuel estava estressado. Necessitava de descanso. Cada um com seu programa. E quem ficaria na empresa? Esse era o problema...
O gerente não sabia o que fazer. Que critério usaria para ser justo. A empresa não podia dar férias coletivas. Alguém tinha que ficar. Mas quem? Fez uma reunião. Pediu a compreensão de todos. De cada setor um gozaria férias. Impossível todos saírem ao mesmo tempo. Alguém sugeriu que fosse feito um sorteio. Quase ninguém concordou. Reunião encerrada sem nenhuma solução.
No gabinete do gerente, um a um ia justificar o porquê da escolha dessa data. Choravam, imploravam e deixavam o gerente de calça curta. Que fazer!
Pensou, pensou...E convocou uma segunda reunião com a mesma pauta – Férias. Fez um discurso bonito, explicou que entendia a situação de cada um. Mas que no final do ano os serviços se multiplicam. Portanto, chegou a seguinte conclusão para o bem da empresa e para não ser injusto. No mês de dezembro ninguém tiraria férias. Ponto final.
Voltando a seu gabinete encontrou um funcionário a sua espera.
- Bom dia Francisco, como vai?
- Não muito bem Senhor Gerente, estou com um probleminha, espero que o senhor resolva.
- De que se trata Francisco?
- Preciso tirar férias em dezembro.
- Mas acabei de falar na reunião que por motivo superior ninguém tiraria férias nesse mês.
- É...Senhor Gerente, mas o meu problema é diferente. Preciso fazer urgentemente uma “operação”.
O gerente ficou num beco sem saída. Pensou em dizer não. Mas se esse homem morre, minha consciência vai me acusar. Coçou a cabeça, franziu a testa, e com uma voz contrariada disse:
- Seu caso é diferente, Senhor Francisco. Não posso me opor. Passe no setor de pessoal e marque suas férias para dezembro.
Ninguém criticou a decisão do gerente. Era realmente um caso justo. Tudo bem. E assim Francisco tirou suas férias, no período nobre.
No primeiro final de semana de dezembro, a turma se reuniu no barzinho da praia. Já que não podiam tirar férias pelo menos no final de semana aproveitariam para se divertir. Tudo estava muito bem. O sol, a cerveja, o caranguejo, até que para surpresa de todos, olha quem estava no barzinho ao lado de boné, camiseta, numa boa. Adivinhe quem? O Francisco...Ninguém acreditou no que via... Mas ele não ia fazer uma operação? Ele enrolou o gerente ou o gerente quis protegê-lo e inventou essa história? Vamos tirar a limpo.
Três deles foram ter com Francisco. Ele os recebeu com muita festa. Saudável, vendendo saúde. Que malandro! E aí a pergunta foi direta.
- Francisco, você tirou férias para fazer uma operação não foi?
- Sim, foi.
- Não venho me dizer que já fez e já está bom curtindo esse sol.
- Verdade, amigo, fiz a operação. Correu tudo em paz.
- Não parece que você fez uma cirurgia. Seu médico sabe que você está na praia?
- Que cirurgia? Médico? Fiz uma operação sim. Mas foi uma operação financeira.
Êta Francisco... Você heim?!!!!


Maria Dilma Ponte de Brito
Enviado por Maria Dilma Ponte de Brito em 24/11/2006
Código do texto: T300565
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Dilma Ponte de Brito
Parnaíba - Piauí - Brasil
305 textos (79335 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:27)
Maria Dilma Ponte de Brito