CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

"Tudo vale a pena, se a alma não é pequena"

   Se em alguns momentos, pensares que teus problemas são sem solução, lembra que até mesmo as estrelas podem ser cadentes.
   Se procuras, e tens a impressão de que não encontrarás o que buscas, lembra que mesmo que o dia esteja nublado, e não consigas ver o sol, ele está lá sob as nuvens, e com certeza a qualquer momento voltará a brilhar.
   Se pensas ser praticamente impossível recomeçar, pensa que o dia recomeça em cada aurora; a lua nova voltará sempre a ser lua cheia; o  fruto chega com a saída da flor e a lagarta dá lugar à borboleta.
   As dificuldades existem para refletirmos sobre aquilo que é mais importante, e que sem percebermos, estamos a deixar de lado, a não reparar.
   Acendemos a luz no escuro, para melhor enxergarmos e efetuarmos a contento o que estamos pretendendo. As necessidades existem para nos fazer perceber que estamos a desmerecer valiosas soluções, geralmente ignoradas ou subestimadas pela rotina e repetição do dia-a-dia.
   A falta d'água é que nos faz valorizar o banho e nosso corpo limpo e cheiroso. A chuva é que nos faz enxergar o valor de um dia de sol, em que possamos numa praia passear. O silêncio do amante, é que nos faz valorizar o som de sua voz e até a sua presença. A chegada do final-de-semana, nos lembra com alegria o fim de uma jornada de trabalho, que nos premia com a segurança, com a autonomia.
    A dor do parto culmina com a redenção da chegada de nosso rebento. O ano quando acaba traz com a chegada do outro ano, a esperança de dias melhores, só não pode garantir também chegar completamente diferente do ano que acabou, pois o sol vai continuar a brilhar e sob as nuvens se esconder; as borboletas das lagartas nascer; os bebês quando chegarem, com dor ou sem dor, vão continuar a trazer alegria às suas mães.
   A lágrima que é derramada pela perda, é a mesma derramada pela alegria da chegada; pelo desejo satisfeito; pelo objetivo alcançado; pelo amor declarado.
   Sendo assim, vale lembrar as palavras do poeta: "tudo vale a pena, se a alma não é pequena".
Wanusa Pinto
Enviado por Wanusa Pinto em 13/06/2011
Código do texto: T3032925

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Wanusa Pinto
Bezerros - Pernambuco - Brasil, 52 anos
336 textos (12503 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/04/14 10:08)