Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
 Espírito de Porco
 

 
Três livros estão em minha mesinha de cabeceira e noite após noite, leio alguma coisa em um ou outro: Contemporâneo de mim, crônicas escritas por Daniel Piza, articulista do Estadão, falecido aos 41 anos, no último dia do ano passado. As sete linhas de EVOLUÇAO E ASCENSÀO do Espírito Humano, de Rubens Sarraceni e Poder índigo e Evolução Cristal,de Tereza Guerra.

Todos os três ricos em assuntos que poderiam inspirar a escrita de belos a textos.

Daniel Piza escreve sobre o Brasil, sobre o Mundo, sobre Cultura (estou nessa parte) e sobre comportamento. Rubens Sarraceni, inspirado por Espíritos de Luz (é um livro psicografado)apresenta os fios que nos conduzem ao encontro de nossa origem meio e fim – O Humanismo, a Fé,o Conhecimento (estou lendo a respeito agora), o  Amor, a Lei,a Forma e a Vida. Estou vendo e gostando de ver a novela das seis, da Globo, Amor,Eterno Amor e isso me inspirou a comprar e ler o de Tereza Guerra.

Há alguns na os atrás fiz um estudo sobre Sonhos, visando interpretar os meus e vivenciei experiências muito interessantes. Em certa ocasião soberbamente imaginando que poderia exercer um trabalho que exigisse mais de mim do que simplesmente ser professora, coloquei em prática um ensinamento obtido com esse estudo – ao deitar-me focava o pensamento em alguma situação que estava vivenciando em busca de uma resposta que me chegaria através do sonho. Pois em um dos momentos em que estava me sentindo uma professora desestimulada dormi pensando em buscar outro caminho. Foi então que sonhei – estava em Arantina, caminhando sobre os dormentes da linha férrea. Carregava um livro comigo, junto ao peito. Na direção oposta veio um anjo caminhando.Paramos frente a frente e ele me perguntou: “Que livro é esse que você carrega junto ao peito?”Ao afastar o livro de mim para que ele visse do que se tratava, eu, a que sonhava, também vi. Em letras garrafais estava escrito na capa do livro: HISTÓRIA. Satisfeita com a resposta que o sonho me dera, segui satisfeita pela vida afora.
 
Sempre fui uma grande leitora e na maioria das vezes é quando acordo que me vem à idéia para escrever minhas crônicas. Muitas vezes através dos sonhos, outras inspiradas pelas leituras que faço antes de dormir. É por essa razão que não estou conseguindo compreender o que está acontecendo comigo. Com esses três salutares títulos em minha cabeceira não existe nenhum motivo para que, já faz três ou quatro dias,  eu acorde com esse refrão na cabeça: ”A história da maçã é pura fantasia, maçã igual a essa o papai também comia”.
 
 
 
 
 
 
Maria Olimpia Alves de Melo
Enviado por Maria Olimpia Alves de Melo em 22/05/2012
Código do texto: T3682731

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para http://marilim.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Olimpia Alves de Melo
Lavras - Minas Gerais - Brasil
1107 textos (303637 leituras)
1 e-livros (252 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/12/14 20:25)
Maria Olimpia Alves de Melo



Rádio Poética