Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Visão Budista de um cético religioso

Ando um pouco cansado de procurar não sei o que. Acho que quando procuramos algo esse algo fica cada vez mais distante. Tento ficar calado para poder pensar..., Chego a conclusão de que tudo sempre aconteceu como deveria acontecer, isso é um fato. Mas agora o imprevisível me roubou dos braços da certeza para finalmente ter com ele, não respondo mais por mim nem pelos outros. Já desisti há tempos de tentar mudar o mundo e de ajudar as pessoas que chego até a esquecer como eram aqueles sentimentos e atos de solidariedade para com o próximo. É claro que ainda me importo com o sofrimento alheio, só não consigo mais me preocupar com o ato em si. Acho que preciso ajudar a mim mesmo. Ironia, a revolução começa onde tudo sempre esteve e estará. Somos tão ligados ao que complementa nosso ser, a nossa alma gêmea, que acabamos tontos de tanta necessidade dela ao nosso lado. Será que existe essa tal de alma gêmea? Às vezes chego a duvidar, mas é só encontrar alguém que acende nossas faíscas internas e pronto! Voltamos a acreditar e até a teorizar sobre as almas gêmeas. Nós humanos somos engraçados, acreditamos tanto em algo externo que irá nos salvar que ficamos cegos para nós mesmos. O segredo está aqui dentro, disso tenho certeza. Mas como é difícil aceitar isso. Parece tão simples e ao mesmo tempo tão complicado. Passo a acreditar em reencarnação, uma desculpa para os males da humanidade. Estamos aqui para pagar nossa dívida com nós mesmos e só seremos felizes se realizarmos nossos desejos mais profundos enquanto ainda estivermos vivos. E viver bem é uma arte, nunca esqueça disso.
Jack Rocha
Enviado por Jack Rocha em 31/07/2005
Código do texto: T39083
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jack Rocha
Curitiba - Paraná - Brasil, 39 anos
12 textos (1694 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:24)
Jack Rocha