Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAIDADE OU MENTIRA?

     Estamos vivendo em uma sociedade onde valores estão sendo confundidos com vaidade.Quando me refiro à vaidade falo em um sentido amplo, que vai da aparência ao orgulho.

     A boa aparência nos é cobrada todos os dias em todos os lugares, porém o que se travou foi uma busca desenfreada pela aparência "perfeita" que por conseqüência traz o orgulho.Orgulho para o dono de um corpo escultural, de pele e cabelos bem tratados e de roupas e acessórios sofisticados e orgulho também para pais ou companheiros que expõem a imagem dos seus filhos ou parceiros como verdadeiros objetos de exibicionismo.

      Dietas, lipoaspirações, plásticas, silicones, bronzeamentos artificiais...E por aí vai,todo um processo desgastante, perigoso mas necessário para que se esteja enquadrada no perfil de beleza traçado por uma sociedade tão exigente. Sociedade essa que vive cada vez menos e em menor qualidade de vida conseqüente dessa ânsia pela "vaidade".

       Casos de erros médicos, rejeições cirúrgicas ou reações anestésicas, devido a lipoaspirações,bem como cirúrgias plásticas que causaram mortes precoces ou seqüelas, já são conhecidos e o uso dos chamados "anabolizantes" já é freqüente e comum na vida de muitos jovens, o que encurta ou fatalmente interrompe a vida de muitos já que se trata de uma droga.

       O que eu gostaria de entender, é por quê as pessoas de um modo geral dão tanto valor a aparência física e esquecem da mente e do coração. Nossa mente e nosso coração nos trazem o eqüilibrio perfeito para nossa vida e uma vez ambos estando tratados e cuidados, teremos consciência de que é importante sim, cuidarmos de nosso corpo, mas não porque a televisão ou a mídia nos exibem homens e mulheres "perfeitos" e sim, porque aí finalmente faremos nosso próprio padrão de beleza.

       Enfim, se a partir disso colocarmos em prática essa consciência, poderemos nos olhar no espelho sem culpa ou vergonha e vermos o reflexo da verdadeira beleza, despida da vaidade excessiva refletindo o verdadeiro amor próprio e o amor pela vida.  
megh
Enviado por megh em 05/08/2005
Código do texto: T40403
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
megh
Carazinho - Rio Grande do Sul - Brasil, 48 anos
13 textos (1342 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:39)
megh