Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nomes são Importantes?

          O Interior de Minas, é rico em tipos regionais muito interessantes;
          Vou falar de um, que eu mesmo não sei onde acaba a realidade e começa a ficção. Até onde me lembro do que me contaram, e a partir de onde começo a inventar, mas vamos lá:
O nosso amigo em questão era um rapaz bem apessoado, muito bem falante, mas meio "garganta". De tudo sabia um pouco, mas arvorava-se em dono da verdade. Metia-se em qualquer roda de conversa e daí a pouco estava comandando o rumo da mesma.Viera de fora, o tipo, pra fazer faculdade em Ouro Preto, (cidade histórica que gerou Tiradentes e o Aleijadinho.)foi ficando, namorando, tomando pinga, fazendo serenata e não saiu mais."Sou da terra", dizia ele sem cerimônia.
          Tinha duas grandes paixões o nosso amigo: O futebol e a pinga de Ouro Preto.E tambem duas grandes tristezas: A situação do seu Flamengo no Brasileirão(cai, não cai pra 2ª divisão) e o seu próprio nome, que detestava:LUTERWALZIO.
         Invenção de seu pai,Walter, para fazer média com a mulher LUZIA."Misturei nossos dois nomes", dizia ele não se dando conta que soava no mínimo esdrúxula, aquela combinação que o filho sempre detestou. Escondia-se, quando alguem chamava-o pelo nome, morrendo de vergonha.Até contratou um Advogado em Belo Horizonte para tratar da mudança de nome em cartório, como leu nos jornais que era possível.

          Muito bem! Um belo dia desses, nosso personagem encasquetou na cabeça que ia montar em Ouro Preto, o maior time de Futebol do Brasil,como ele mesmo apregoava:"Conheço mais futebol que o Luxemburgo, o Zagalo e o Parreira juntos.
Jogador meu que der um passe errado, tiro do time na hora e ponho outro.Onde já se viu o cara ter a bola dominada, com meio caminho andado pro gol e passar a bola mal indo a mesma parar no pé do adversário? Ou o cara tá ficando cego ou é meio burro,ou um traidor. E traidor, o último que passou por aquí foi JOAQUIM SILVÉRIO DOS REIS, que entregou o Tiradentes.Vou montar o maior time de Minas, ganhar o Brasileirão, disputar a Libertadores da América e o Mundial de Clubes em Tókio, no Japão. Voces serão Galáticos, como os Ronaldinhos, o Roberto Carlos e o Robinho. Tenho uma nova fórmula secreta..."
           Num domingo depois da missa lá estava ele numa roda de conversa em frente a um boteco.Fui chegando perto para assuntar, ele tava contando sobre sua fórmula secreta:
     Ia escolher os jogadores pelos nomes. Aqueles cujos nomes revelassem algum traço de suas personalidades, tinham prioridade. Queria gente que honrasse o nome.
     E assim, tres meses depois, após incansaveis buscas pelas ladeiras de Ouro Preto,tal qual Jesus escolhendo seus Apóstolos, seguindo informações dos amigos sobre onde havia um cara que barbarizava nas peladas, apareceu com uma primeira lista de seus escolhidos,seguindo os critérios da tal Fórmula Secreta, era assim a lista, não necessariamente pelas posições, mas pela ordem de engajamento:
          ANTENOR,Técnico de televisão especializado em antenas parabólicas; CÍCERO, um baixinho que era guia turístico, o único Cicerone profissional da cidade; OLAVO, que era dono de uma Lavanderia; CONSTANTINO,O Zelador da Universidade, que nunca havia faltado ao trabalho em quase trinta anos; ARMANDO, um Carpinteiro que montava os melhores móveis da cidade; AMADOR um bonitão mulherengo e namorador, estranho, pois tinha o maior prazer em ser traído pelas namoradas.para ele era a glória; JACINTO , um hipocondríaco; OVÍDIO ,que tinha criação de galinhas e vendia Ovos a domicílio; AMADEU , um beato,Congregado Mariano; SALVADOR, sargento do Corpo de Bombeiros local e por último, na ponta esquerda, TADEU  que , dizem, brincava de médico quando era menino e adorava fazer o papel da Enfermeira.
          A Secretaria de turismo da cidade convidou o Atlético Mineiro , na época campeão estadual, para ser o adversário de gala do "Ouro Preto Futebol Clube". O jogo foi marcado para dia 7 de setembro e foi convidada toda a imprensa nacional para cobrir o nascimento daquele novo e valoroso clube da primeira divisão profissional.
     Tudo quase pronto e nosso técnico recebe um telefonema do Advogado de B. Horizonte pedindo que estivesse lá dia 6 de setembro para oficializar a troca de seu nome. Não tem problema, pensou ele. Deixo o time todo concentrdo no Palace Hotel , dou uma fugida no dia 6 de manhã e á tarde estarei de volta. E assim fez.Concentrou-se com os jogadores, massagista, médico,roupeiro, toda a equipe no Palace, que só conheciam até então de olhar por fora quando iam pro trabalho. Dia 6 cedinho nosso técnico foi de carona pra B. Horizonte e voltou na hora do jantar, de nome novo,mas guardado em absoluto segredo.
          Manhã de 7 de setembro, Banda de Música na pracinha homenageando a data cívica com "Cisne Branco" e o Ouro Preto F. C. com "A Banda" de Chico Buarque
     A meninada em volta, que nem pinto no lixo...Antes do Almoço (leve) nosso personagem fez um discurso inflamado  exaltando o brio e a lealdade dos jogadores. 3 horas da tarde, o Estádio lotado,já no vestiário , nosso técnico depois de mandar servir uma "pinga" para seus comandados fez novo discurso terminando com: "Voces têemm que honrar seus nomes, partir pra cima como quem parte para um prato de comida. Lí hoje no Jornal que o Atlético disse que vai humilhar a gente. Vamos honrar nossos nomes... Vai que é sua,Ouro Preto"...
     Termina o primeiro tempo: Atlético 1 a zero. Mais discurso no vestiário; honrar os nomes...Mas como "Futebol é uma caixinha de surpresas, todo afccionado sabe disto...
          Final do jogo: Ouro Preto 2 Atlético 1. Tumulto, a Imprensa toda procurando nosso técnico que vinha carregado pelos jogadores: "E aí, companheiro que bela surpresa, hein? E esse boato que o senhor trocou de nome?Aliás como é mesmo seu nome?
     -Bem até ontem eu era um cara comum. Hoje está nascendo um novo homem, com o nome que merece: Meu nome é EUGÊNIO de Ouro preto!...E foi dar entrevista pra Televisão e Rádios presentes.


 










 Preto

 
Aecio Flávio
Enviado por Aecio Flávio em 22/08/2005
Reeditado em 25/08/2005
Código do texto: T44343
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aecio Flávio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 75 anos
139 textos (20916 leituras)
117 áudios (22139 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 10:49)
Aecio Flávio