CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Sustentabilidade da Vida na Terra

 A Terra vive momentos de intensa movimentação das massas humanas voltadas para o imediatismo materialista. A população dos continentes tem um crescimento ascendente e a sociedade como um todo é pressionada intensamente por problemas econômicos, sociais e culturais. A Ciência teve importante e significativo crescimento nos últimos anos rompendo barreiras em diversas áreas da tecnologia humana, principalmente na biotecnologia.
A comunicação entre os indivíduos e os povos se tornou altamente eficaz encurtando todas as distâncias existentes. Tabus foram quebrados, dogmas são revistos e as necessidades humanas são reconceituadas. Há uma intensa interação social em todos os segmentos conhecidos.
As questões políticas anteriormente envoltas fleumaticamente por “status” diplomáticos desencadearam ondas de estarrecimentos sociais, onde as populações chocadas com a vil realidade já não têm mais noção de onde encontrar o norte da ética e da moral, profundamente abaladas em seus alicerces tendo em vista a banalização dos valores da humanidade.
É neste ambiente cinzento que representativos grupos de pessoas dos mais diferentes segmentos sociais acendem uma luz voltada para as necessidades urgentes e prementes de sensibilizar a sociedade contemporânea para o grande problema da atualidade: o equilíbrio e a sustentabilidade da vida na Terra.
O planeta já deu mostras claras do que está ocorrendo no meio ambiente e os cientistas têm previstos todos os desdobramentos possíveis que advirão da irresponsabilidade do homem pelo uso inadequado do planeta, cujos resultados já são vislumbrados e começam a ser sentidos por meio do aquecimento global.
A Doutrina dos Espíritos fazendo o intercâmbio das informações entre os polissistemas espiritual e material tem trabalhado arduamente no sentido da construção da massa critica da sociedade humana voltada para a cultura do meio ambiente, a preservação dos ecossistemas, da ecologia, da vida na Terra, e com base na lei Cristã do amor incondicional procura tornar viável, adaptando ao material as condições eternas da preservação do bem maior: a vida do ser humano.
As mensagens espirituais vindas pelo exercício da mediunidade trazem um elenco de informações sobre o conhecimento, o autoconhecimento do espírito, a evolução sustentada pelos valores morais e éticos, fazendo modelo o mais perfeito ser humano que passou pela humanidade: Jesus Cristo!
O Centro Espírita como universidade do saber tornou-se casa de construção do ser. O mediunato espírita instrumento de alta ordem de valor no intercâmbio entre encarnados e desencarnados, visando sempre o crescimento do espírito em quaisquer condições que se encontre, fazendo-o refletir sobre o passado, trabalhando o presente para um descortinar de felicidade futuro- presente.
A linguagem social da Doutrina dos Espíritos faz a economia da sociedade em um constante processo pensamento ação, atentando para o princípio de quem não age não é. A Doutrina Espírita não sendo prescritiva carece do entendimento do espírito para cumprir os seus objetivos, eis que somente o espírito é responsável pelo seu próprio crescimento mediante o exercício da lei do livre arbítrio, onde é ele que pensa, que reflete, que decide, que toma as ações e, estas ações, é que determinam a construção do ser no futuro-presente.
Tal importância se reveste o processo mediúnico como meio transformacional do ser humano, que ao integralizar as diversas linguagens sociais avança em largos passos ao crescimento e interação cósmicos.
Alvino Chiaramonti
Enviado por Alvino Chiaramonti em 05/05/2007
Código do texto: T475435

Comentários

Sobre o autor
Alvino Chiaramonti
Curitiba - Paraná - Brasil, 69 anos
21 textos (10873 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/07/14 22:40)