Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENDIGOS DA GRAÇA E TRANSGRESSORES DA LEI ( O que você acha da justiça que mata um inocente em lugar de um criminoso?)

         Aqui, na terra, já não tenho dignidade alguma, e a igreja me ensina que quem vai para o céu vai sem mérito próprio, então não quero ir para lá, vou continuar sem dignidade do mesmo jeito, pois quem vive de graça e misericórdia não possui dignidade. Assim, por isso quero ir para o inferno, pois pelo menos irei para lá por mérito próprio, e estarei eternamente com a consciência limpa de que fiz por merecer algo: justiça confortadora. O bom de uma vida infernal é que não tem mais como piorar significativamente. E o melhor ainda é que não existem ex-demônios para ruminar os fatos de antes da sua conversão. Os gostos se alteraram permanentemente, e a fonte de prazer é outra. Porque, daqui do mundo, onde o trabalho é castigo e o amor é pecado, não dá para pensar num inferno sem prazer! Viver de Graça e por Graça é abusar dos méritos dos outros. A graça é um atalho e todo atalho é uma transgressão e, por conseguinte, quem propõe a procurar atalhos não é honesto.
            Conversando com um amigo pastor evangélico, ele me disse que "o homem precisa da graça porque não consegue obedecer a lei". Porém, Jesus provou, como homem, que é possível o homem natural obedecer as leis de Deus, ou vai me dizer que Cristo precisou de graça, atalhos e misericórdia para cumprir sua missão?! Também vai me dizer que Ele fez isso no meu lugar?! Não vamos confundir Sua missão de dar exemplo com a irresponsabilidade de tomá-lo como substituto ou "gambireiro". Se Jesus me substituiu na cruz também me substituiu no Paraíso. Por isso eu não preciso morrer e certamente também não precisarei ir para lá. Um substituto (Jesus) já está no céu em meu lugar.
           É muita ingenuidade dos líderes escolares, religiosos e familiares acharem que Deus vai atribuir consequências a quem desobedecer às regras que eles mesmos criaram para continuar legislando em causa própria. A religião contaminou os segmentos da sociedade com uma angústia existencial tremenda, impondo a realidade da morte como consequência do que o homem faz ou deixa de fazer e a posse do paraíso na mesma condição. E ainda chama isso de paz em Cristo, eu o chamo de conturbação pela culpa.
             Estar debaixo da graça é o mesmo que viver dos méritos de Cristo ou de outra divindade qualquer? Será que a tal graça não está rejeitando a própria "graça"? Sempre achei que a graça fosse a intenção da anulação das consequências desconfortáveis já reservadas para os transgressores das leis. E a misericórdia fosse o incentivo para desobedecê-la mais ainda. Então, a verdadeira graça vem depois, seria o resultado, ou pagamento, ou ainda a consequência obvia da correta obediência à lei de Deus.
             Quem vive de graça e misericórdia não tem dignidade!!!! Um Cristo que se deixa abusar, também é abusador. A Lei não admite abusos, e se Deus atribui consequência não tem graça alguma e sim Justiça! Uns arrastam os tolos por medo, outros por culpa, muitos pela ganância e os pregadores da graça por gratidão. A igreja fecha todas as portas e ainda diz que o cristão é livre! Somos livres sim, mas quando obedecemos as leis de Deus. Graça sem o mérito é morta, assim como a fé sem as obras é morta também! O que você acha da justiça que mata um inocente em lugar de um criminoso? Jorge de Lima responde: "Violência... Cultuamos um deus carniceiro que se compraz com sangue, açoitamos, sangramos, imolamos o filho de Deus e o crucificamos. Bebemos seu sangue e comemos sua carne validando a antropofagia." http://www.dm.com.br/texto/176100 (acessado em 02/08/2014).
             Que graça é esta, que custa a vida dos outros para eu me dar bem? É esta a graça que os linchadores conquistam? Certamente!!!
Kllawdessy Ferreira
Enviado por Kllawdessy Ferreira em 21/04/2014
Reeditado em 02/08/2017
Código do texto: T4777514
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kllawdessy Ferreira
Goiânia - Goiás - Brasil, 58 anos
681 textos (85595 leituras)
2 áudios (305 audições)
1 e-livros (81 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 17:00)
Kllawdessy Ferreira