Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Paredes finas

Vivendo no moderno mundo de cidades como a minha, São Paulo, trago à memória fatos interessantes que escutei e escuto vez por outra, "sem querer".

Digo isso, porque invariavelmente, morando em um prédio, como moro, e como muitos aqui devem morar, me lembro do primeiro apartamento onde morei.

Costumeiramente, escutava o vizinho homosexual brigando com seu parceiro, por olhar para outro homem.
Em outro prédio que morei, um vizinho fazia das tripas coração, para cuidar de duas crianças sozinho, pois sua esposa havia falecido.
Lembro também de certa vez, ouvir o casal morador do apartamento em frente ao meu, estapear-se por sei lá quais motivos.
Hoje em dia, tenho vizinhos mais barulhentos.
Ou seria melhor dizer, que as paredes se tornaram finas???

Sim, porque cada vez mais, consegue-se acompanhar a vida do seu vizinho, sem o menor esforço... às vezes, assistindo Tv, escuto trechos de conversas...

As paredes tem ouvidos...

Lembro certa vez, há não muito tempo atrás, ter ouvido um marido conversando em voz baixa na área de serviço (abaixo da minha), ao celular, falando provavelmente com a amante....
Eu não fui enxerida, apenas estava estendendo roupas...

Pensando melhor nisso, enquanto escrevo, nem é necessário muito esforço pra ouvir a barulheira generalizada de pessoas com seus particulares... E com uma audição como a minha, não preciso ver novela na TV, pra ter um show de horrores da vida real... ao vivo e à cores.

Ninguém, dentro de sua própria casa, pensa que seu vizinho pode estar os ouvindo transar, cantar no chuveiro, dar bronca nas crianças, maltratar o cachorro, falar mal de outro vizinho...

Por mais que se tentem esconder, algumas pessoas não conseguem simplesmente passar despercebidas (e eu digo isso, como exemplo vivo e real, apesar de tentar).

E então, volto às paredes finas... Talvez sejam as construções modernas... a economia com cimento e tijolos, também me economiza tempo de assistir à novelas...

E sem contar, canais que vendem aparelhos auditivos pra quem não é surdo... e ainda dizem: "Não escute conversas confidenciais com este aparelho". (Tente unir mentalmente: parede fina + povo barulhento + aparelhos de escuta avançada)

Pura bobagem.

Num país onde a mais popular das atividades é a "futricação", o jantar está servido.

Flávia Jobstraibizer
Enviado por Flávia Jobstraibizer em 08/09/2005
Código do texto: T48809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Jobstraibizer
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (52185 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 09:47)
Flávia Jobstraibizer