Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DÚVIDA DE PROFESSOR ("A primeira fase do saber, é amar os nossos professores." – Erasmo de Rotterdam, teólogo.)

           Os alunos que ficam quietos e comportados em sua aula são os mesmos indisciplinados na minha. Eles são apenas o que são ou o que fizeram deles! Será que eles querem que você se pareça melhor profissional do que eu? Ou eles mesmos querem provar essa diferença nos colocando uns contra os outros? Mas, afirmo-lhe, colega, que jogar "Pérolas aos porcos" não é tão ruim assim, quando é em nome do delicioso e crocante torresmo. Ruim mesmo é a lama do chiqueiro, inevitável sujeira, fétida, sempre vai ser compartilhada pelo o pior deles. Fingem ser nossos amigos para nos fragilizar, depois derrubam-nos mais facilmente no escorregadio de nossas próprias fezes. Por que havemos de brigar por causa deles? Eles mentem ao nosso respeito para nos aumentam vergonhas, empretejando assim as nodoas respingadas em nosso jaleco! SERÁ por que o aluno que tem nota vermelha em quase todas as disciplinas denuncia os seus professores, ao invés de recorrer às atividade da matéria para recuperar a nota! Mas insiste,  por coisas sujas e não relacionadas, evidenciando desespero, em agredir físico e moralmente seus professores. E o mestre sofre por que ainda não aprendeu a trabalhar com as "sacanagens" deles? Sofro como sofria Victor Hugo: “Quem poupa o lobo, sacrifica a ovelha”. Será que sou lobo...?
            A Educação valoriza demais a Disciplina (Matéria de ensino), e a equipe gestora valoriza demais a Disciplina (comportamento), logo, uma coisa não vive bem sem a outra, a equipe gestora está a favor da Educação, o que é de se esperar, mas, talvez, por um falso conforto, não há disposição para a busca de solução inovadora e metódica do conhecimento, também pequei nisso. E qual professor não lançaria mão de qualquer coisa para cumprir seu dever? Depois de corrigir as redações de meus alunos, constatando que cometeram os mais primários erros, não posso nem compartilhar as desditas, "pérolas", na sala dos professores que logo aparece um acusador e promotor do comportamento discente e me culpar também. O professor de português sempre "paga o pato".
           Por que a educação escolar não se garante por si só? É preciso estratégias capciosas e arriscadas para achar quem queira estudar! Então, vêm as iscas com aparência de benefícios. E todos usam de sua malicia e maldade, fazendo o máximo possível para usufruir do que lhe interessa. O mal está na demonstração de maior interesse que o aluno estude do que ele mesmo se alimenta. "Chato...Indivíduo que tem mais interesse em nós do que nós temos nele." (Millôr Fernandes).
          Se, possivelmente, talvez, aparentemente, supostamente, provavelmente, acaso, casualmente, porventura, quiçá o sucesso cobrasse o conhecimento que a escolar ensina, ela seria desejada!!! Mas, de tantas denúncias e represálias fiquei assim: amargo e azedo! Mas, eu não sou a escola! E digo ao alunado que SE VIRAR AS COSTAS PARA SEU MESTRE, SE DISTANCIARÁ DELE! ASSIM COMO É RECÍPROCO "...RESISTI AO DIABO, E ELE FUGIRÁ DE VÓS!!!"
Kllawdessy Ferreira
Enviado por Kllawdessy Ferreira em 23/09/2014
Reeditado em 18/10/2014
Código do texto: T4973212
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Claudeci Ferreira de Andrade,http://claudeko-claudeko.blogspot.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Kllawdessy Ferreira
Goiânia - Goiás - Brasil, 58 anos
689 textos (86934 leituras)
2 áudios (310 audições)
1 e-livros (81 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:46)
Kllawdessy Ferreira