Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Brasil prostituído

São raras às vezes em que se precisa de um serviço, qualquer coisa, em que não se possa pechinchar. Algo que tenha tabela de preço, que seja o mesmo valor em qualquer lugar.

Assim é em muitas áreas, quase todas, da vida cotidiana.

Se você precisa de um chaveiro, de madrugada, você encontra fácil, fácil.
- Mas olha moça, só abro porta de carro, se ele estiver no seu nome, sabe como é, quase já fui preso por abrir um carro uma vez, que............... (ladainha...)

Um eletricista no feriado? Sem problemas.
- A taxa é R$50,00 por visita. Quer por menos? A senhora, até pode encontrar, mas o serviço não é tão garantido, a senhora sabe né, o tal barato sai caro... eu garanto que eu....(blá, blá, blá).
É feriado, então pro seu azar, você paga, paciência.

Aí, você precisa de um encanador pra trocar uma simples borracinha de registro. OK. Quanto custa?
- Ah moça, são R$30,00 a visita, taxa mínima. (o encanador tem mensagem padrão!) Ah, e a senhora tem de comprar a borracinha! (isso podia bem vir embutido no preço, ora essa!)

Agora veja, se você precisa de um sistema de informática para seu comércio, contrata uma empresa pra fazer, e ela cobra R$1000,00. Você chora, afinal sabe que a empresa não quer perder o cliente. Se irredutíveis, você procura outra que lhe faz por R$600,00.
Aí você gosta da brincadeira e procura uma terceira, que faz a mesma coisa (?) e te cobra R$300,00.
Mas aí você se lembra daquele seu sobrinho chato que vivia mexendo "com essas coisas" de computador e o chama pra fazer por míseros R$100,00, e ele é lógico que faz.

É uma prostituição generalizada. Se você sabe que vai encontrar mais barato, nem que seja um pouco (e mesmo que o serviço não seja lá essas coisas, afinal você tá quebrado), você contrata! O brasileiro consegue ser estúpido nesse ponto. Prefere pagar menos por algo que não dure, mas que ele precisa já, do que mais caro por algo que vai durar uma vida talvez. Tem sempre um que faz por menos, é a mente do cidadão.

Bom, então um belo dia, você acorda de manhã e não consegue se mexer. Torcicolo.
Ótimo, você grita, imóvel. Era tudo o que precisava lhe acontecer!
Mas não!
Você dificultosamente pega o telefone e liga pro teu plano de saúde, pedindo um atendimento domiciliar de emergência.
-Olha moça, enviamos pra você uma ambulância, médico, aparelhos e colar cervical.
(Puxa, que bom...)
Mas a senhora tem de pagar por isso à parte... (eu sabia que não podia ser assim tão fácil...)... são R$200,00 que virão na sua próxima fatur..................
Você desliga, vai sair mais barato tentar se virar sozinho.

Aí você descobre que precisa ir 'naquele' casamento, do qual você é padrinho e simplesmente 'esqueceu'... Ok, toca a sair correndo pro primeiro shopping comprar um terno...
- Olha moço, seu número, nós temos, mas só de X material que custa R$500,00
O quê???? Deixa eu vou pra outra loja
- Não temos seu temanho moço, mas se o senhor quiser, por R$550,00 fazemos um sob medida..... moço? Moço, onde o senhor vai?
Aí você bate na porta da costureira (aquela sua vizinha que você brigou esses dias por causa do barulho dos cachorrinhos lindos dela... tá lascado...)
- Dona Coisa, a senhora poderia me fazer um terno pra daqui dois dias? São R$100,00 né...
(e se ela ainda estiver com raiva de você ainda pela história dos cahorros, -que você nem lembrava mais- talvez você encontre um alfinete pra te refrescar a memória....)

Sem contar que se alguém morre então... aí é que parece que deitam e rolam na família... impressionante...
- Olha seu fulano, são x pelo caixão, y pelas flores, z pelo serviço de transporte, w pela maquiagem e vestimenta da sua tia - vai ficar tão bonita né seu fulano, pense nisso - e mais uma taxinha no cemitério... coisa pouca o senhor vai ver... e ainda parcelamos, não se preocupe...
Você choroso, só assina... nem lê... Depois morre também do coração quando for ver a conta...
(agora me ocorreu que isso deve ser armado, só pode)

A conclusão é só uma:
Não importa o que você precisar
Quanto maior sua desgraça, mais caro vai te custar!
Flávia Jobstraibizer
Enviado por Flávia Jobstraibizer em 22/09/2005
Reeditado em 22/09/2005
Código do texto: T52872
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Jobstraibizer
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (52172 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:38)
Flávia Jobstraibizer