Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sexo (hermético)

Por: Egídio Garcia Coelho
http://radiowebimmb.com.br

Sexo (hermético)

Falar de sexo é o mesmo que falar de religião e sempre gera polêmicas, devido ao pouco conhecimento passado para a humanidade sobre o assunto. Todas as religiões antigas têm seu alicerce fundamentado no profundo conhecimento do sexo.

O sexo é na verdade a maior, a mais potente energia do universo! Pois, está além dos átomos. É a única capaz de gerar vida e por ser a centelha divina, fonte geradora da vida, é na verdade o que existe de mais sagrado, não só no planeta. Por isso, sempre foi o alicerce das antigas religiões que foram ao longo dos tempos, perdendo suas tradicionais raízes devido à comodidade que sempre vem sendo priorizada a cada geração.

Pelo grande poder, exercido por quem conhece e domina as forças da energia sexual, sempre existiram diferentes graus de desenvolvimento espiritual, ficando de forma gradativa, escalonado segundo méritos avaliados por “mestres” da iniciação hermética.

O título de “mestre”, é privilégio de poucos. O simples fato de ambicionar tal título, já desqualifica o candidato. Um “mestre” é o resultado consequente de muita devoção, meditação, persistência, disciplina e contemplação divina, que chega a neutralizar as forças egoicas dos sete pecados capitais. Portanto, longe de uma conquista a ser alcançada apenas com desenvolvimento intelectual, por mais alto que possa vir a ser atingido por um ser humano. Um “mestre” conhece, compreende e domina com a prática, as forças da alquimia sexual, tendo como principal fonte de compreensão a meditação. O entendimento se pode alcançar com o intelecto.

O desenvolvimento espiritual está diretamente vinculado ao controle dos sete pecados capitais, principalmente o da “luxúria” que é uma força conhecida como luciférica a caça do prazer.

Ora, se o sexo é a maior e mais divina energia capaz de gerar vida, e se vida é Deus, e Deus é vida, logo o sexo é mesmo o que podemos conhecer de mais sagrado! É a tão procurada, pedra filosofal. A força da magia branca (e negra).
É o fogo sagrado. INRI = Igne Nature Ronavator Integra (a natureza é inteiramente renovada pelo fogo).

O que acabo de escrever, em outros tempos, só era conhecido por iniciados em alguma organização filosófica como: Maçonaria, Ordem Rosa-Cruz e outras, ou também escolas esotéricas. (Em tempo: o que é exotérico e escrito com “x” é de domínio público e sem profundidade).

Jesus foi uma metáfora viva da iniciação e morto por ter sido um “mestre” que semeou ensinamentos “herméticos” em diferentes níveis, sendo mais alto o dos apóstolos, tendo Pedro (Simão) conquistado entre eles o (nível) mais privilegiado para dar continuidade aos ensinamentos. Antes de Pedro, Judas (Iscariotes) havia sido o mais bem preparado para cumprir a mais difícil tarefa (outro assunto polêmico).

Daí o motivo das perseguições dos primitivos cristãos em diferentes comunidades que por AMOR aos irmãos, algumas mais próximas de Roma, acabaram aceitando, num acordo político a criação da Igreja (Católica Apostólica Romana) que veio atender aos interesses do Império Romano com o então imperador Constantino, no início do século IV, mais precisamente no ano 313.

As lideranças cristãs gradativamente foram sendo neutralizadas pela morte ou pressões, numa sistemática alteração das doutrinas primitivas que se perderam, dando origem a uma nova doutrina que foi se adaptando aos interesses políticos na formação de novos conceitos, sempre visando o poder no controle da massa humana.

Muitos dos ensinamentos foram então banidos, devendo a humanidade agradecer aos então “mestres” que conseguiram através de grupos secretos preservar as doutrinas “herméticas”, pagando quase sempre com a própria vida, numa longa e sistemática caçada promovida pela (santa) inquisição.

O maior patrimônio (cultural) literário antigo da humanidade, foi destruído (queimado) em Alexandria numa tentativa frustrada das lideranças de banir, toda e qualquer informação da verdadeira origem da religião, o sexo. O princípio (alpha)! A pedra (filosofal) fundamental, na construção do Templo Sagrado (nosso corpo).

Na medita em que a Igreja Católica Apostólica Romana, foi se afastando do meio político, deixando de governar e assumindo seu papel de “religar o homem ao Divino”, muitas alterações foram e estão sendo processadas. No entanto, sabendo das limitações e fragilidades humanas e a consequência dos dogmas impostos, principalmente para as massas menos esclarecidas de diferentes culturas, estas alterações se processam num lento ritmo, visando permitir uma adaptação de possível assimilação sem maiores consequências.

A expressão “hermeticamente fechada”, hoje popularizada, tem sua origem no nome de Hermes Trismegistus. A quem os egípcios conheciam como o “três vezes grande (Horus, raiz mestre dos primitivos ensinamentos egípcios)”.
Veja o Documentário Completo com mais de sete horas = Olho de Horus!
(https://www.youtube.com/watch?v=HzKuT8GpB5M)

Hermes descreveu a grande obra, a “Alquimia Sexual”. Sua descrição somente podia ser conhecida por “mestres”, magos e alguns sacerdotes, tratando-se de informação selada, fechada (hermética). Totalmente fora do alcance de quem não fosse digno de uma iniciação.

Devido ao nosso tempo de transição para a era de “aquários”, grandes revoluções se manifestaram no planeta como, por exemplo, as transformações que presenciamos a partir dos anos sessenta/setenta (Woodstok) e tendo em vista que a humanidade, já conquistou méritos para se auto-iniciar, somando-se ainda fontes de informações autênticas que vêm gradativamente alimentando àqueles inquietos merecedores, nos dia de hoje, chamas vivas seguem acesas!

No Movimento Hippie Woodstock de 1969 (Faça Amor não faça Guerra!),
aconteceu algo radical, irreverente! Mas, sinônimo de um chamado para a transformação, com ajustes que ainda estão se processando…

Fábulas de dinheiro são levantadas na exploração de informações distorcidas, levadas a público por simples comerciantes ou falsos “mestres” que fracassaram na estreita jornada iniciática, trazendo conhecimentos superficiais e teóricos, devendo as pessoas que se sentem preparadas, usarem de muita precaução, apegando-se com devoção ao Cristo ou seu Guru, segundo sua crença, para que seu caminho possa vir a ser iluminado, desviando-se assim, dos aproveitadores.

Pouquíssimas são as religiões que se mantiveram fiéis às suas origens ou que conseguiram resgatar sagrados rituais da magia branca. Das novas religiões, raras são aquelas que sabem da sua existência. Se eventualmente tomarem conhecimento, fatalmente a interpretarão como rituais satânicos, que na verdade existem em paralelo na magia negra. Inúmeros são os magos negros (lobos vestidos de ovelha), a explorar os curiosos aventureiros menos informados.

Por ser a energia sexual tão sagrada e ignorada pela humanidade, temos, por consequência do desgaste dessa energia, uma massa humana enfraquecida que é facilmente manipulada e se deixa enganar, sendo vítima da mídia que a cada instante alimenta a cobiça pelo sexo carnal, que danifica a imunidade do homem, além de deixá-lo fragilizado e a merce dos sistemas de manutenção do poder que ha milênios, vêm manipulando massas, mas que também é parte necessária no desafio da evolução espiritual.

Quero pedir desculpas ao leitor pelo longo texto, acreditando que me foi inspirado apenas como um alerta, para os acomodados, pois são necessários anos com práticas e estudos, somados ainda a profundas reflexões sobre as tantas informações, impossíveis de serem sintetizadas em textos curtos para imediato entendimento aos que desconhecem tal assunto.

Para escrever mais hoje, somente fazendo uso da razão, o que gosto de evitar…

Florianópolis, 01/10/2005.
http://www.motivacao.org
Egídio Garcia Coelho
Enviado por Egídio Garcia Coelho em 01/10/2005
Reeditado em 22/05/2015
Código do texto: T55404
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Egídio Garcia Coelho). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Egídio Garcia Coelho
Rancho Queimado - Santa Catarina - Brasil, 60 anos
298 textos (200574 leituras)
11 áudios (4598 audições)
4 e-livros (73 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 17:33)
Egídio Garcia Coelho