Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O QUE É SAIDINHA BANCÁRIA ?

AS SAIDINHAS BANCÁRIAS
Por: JOSÉ JOAQUIM SANTOS SILVA

AS SAIDINHAS BANCÁRIAS




Meus amigos, a popularíssima saidinha bancária já é a moda mais atual e predominante nessa república desgovernada chamada Brasil.
Ela é caracterizada, quando um canalha fica observando os clientes e passando informações via celular agora pelo watsapp.
Seja ela na Bahia, São Paulo, Rio ou nas demais metrópoles brasileiras pasmem; A polícia não consegue combater esta doença que assola boa parte da população sofrida e que paga os seus impostos em dias.
Mas, o grande problema maior, são as terríveis pragas dos celulares. Sabemos que em todo país, o uso de celular dentro das agências bancárias não é permitido. ´É lei federal, mas nós brasileiros em geral, sempre somos durinhos durinhos em aceitar uma norma, uma determinação instituida por pessoas que entendem de leis e regras mais que a gente.
Hoje em dia não é mais seguro estar dentro de uma agência bancária porque a pessoa está no caixa sacando alguma quantia, mas tem algum vagabundo na fila fingindo-se ser alguém de bem não importa a côr da pele ou dos seus olhos, enviando mensagens escritas através do WhatsApp para o seu comparsa fora da agência.
Não precisa nem ele o "vagabundo", levar o celular até o ouvido para não despertar suspeitas perante a vitima ou do vigilante do banco.
Por sinal, cá para nós tem alguns vigilantes de banco que utilizam o seu celular dentro da agência em pleno horário de serviço. Péssimo exemplo vocês não acham?
A saidinha bancária é Uma modalidade criminosa que veio dos quintos dos infernos trazendo vários transtornos à população brasileira ou seja, o cidadão realiza um saque em uma agência bancária e logo em seguida é roubado, antes mesmo de chegar ao seu destino.
Esta ação criminosa vem gerando uma verdadeira paranoia entre os clientes das agências bancárias que necessitam realizar saques de valores mais elevados, além de ser uma grande dor de cabeça para a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social Brasileira.
Já que as nossas polícias não conseguem imaginar o perfil desses vagabundos que andam infernizando as nossas vidas, contribuirei aqui agora com algumas características desses maus elementos.

Geralmente eles agem em dupla, são de boa aparência, na maioria das vêzes, filhos de familias estáveis, utilizando-se da motocicleta como meio de transporte provavelmnete roubada, pois facilita, além da questão do estacionamento nas proximidades do banco, a perseguição à vítima e a fuga após o roubo (o uso do capacete como máscara também dificulta a identificação). Enquanto um dos assaltantes que já recebeu mensagem do interior do banco permanece na área externa observando a movimentação de entrada de clientes, tentando identificar uma possível vítima citada, o outro permanece na parte interna, próximo aos caixas, provavelmente nas filas de espera mandando mensagens, identificando saques elevados. Eles trocam de posição constantemente para não criar suspeitas.
Escolhidas as vítimas, com base na quantia retirada, passam a seguí-las, abordando-as em locais em que não hajam policiais ou seguranças por perto, quando a vítima para o seu veículo em algum ponto do trajeto ou em seu destino final, caso não tenham tido oportunidade anterior. Geralmente apenas um dos bandidos está armado, para possibilitar a entrada do outro na agência através do detector de metais.
Após o assalto, não passam muito tempo circulando na moto; ou param em um bar, comércio ou outro tipo de estabelecimento; ou param a moto em um estacionamento qualquer, deslocando-se à pé e separados; ou somente um, geralmente o que está desarmado, fica na moto, enquanto o outro segue a pé até diminuirem a movimentação das viaturas.
Também tomam o cuidado de, na maioria das vezes, levar o celular da vítima e as chaves dos veículos, para dificultar a comunicação do roubo ou a perseguição pelas vítimas.
Então com a minha experiência de vida e os noticiários dos telejornais, pude traçar o perfil desses marginais sem coração e que se forem capturados, vão comer de graças as nossas custas dentro da universidade de pós graduação dos crimes vulgarmente conhecida como "Presídio".

Por isso, bem feito e eu gostei de um fato que aconteceu aqui em Salvador quando uma “saidinha bancária” no bairro do Cabula, em Salvador, teve um fim inusitado para os criminosos, na tarde desta quarta-feira (8) de Outubro. De acordo com a polícia, Sérgio Santos Arrouca e um comparsa, que não teve a identificação revelada, roubaram um grupo que tinha saído de um banco.
A dupla de capetas anunciou o assalto e roubou R$ 1.200 das vítimas. Logo em seguida, os criminosos tentaram fugir em uma motocicleta, mas foram perseguidos pelas vítimas, que estavam em um caminhão. Durante a caçada, os criminosos foram atropelados na avenida Silveira Martins. Uma placa da prefeitura acabou caindo sobre o caminhão.
Os criminosos tiveram ferimentos e foram socorridos pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para um hospital na região. O estado de saúde dos assaltantes não foi revelado.

Ainda segundo a polícia, Arrouca já tem passagem por saidinha bancária e esteve por três vezes detido no Presídio de Mata Escura e o mais intrigante é que o mesmo ainda vive.
Então meus amigos esses aí se deram mal e bem feito.
Mas toda essa confusão não estaria acontecendo, se houvesse mais seriedade nas medidas preventivas em relação a essas saidinhas.
Dentre as medidas adotadas a fim de evitar a ocorrência das "saidinhas de banco" está a proibição do uso de celulares no interior das agências bancárias; medida já adotada em diversas agências do estado de São Paulo.Em cidades brasileiras como Contagem, em Minas Gerais, as saidinhas de banco fizeram com que fosse sancionada uma lei sobre o tema, multando estabelecimentos como bancos de casas lotéricas que não instalarem câmeras de vigilância em sua área externa.
E quanto ao atropelo aos dois vagabundos no Bairro do Cabula, "Esse cidadão, trabalhador que os atropelou deveria ganhar uma estátua na praça,uma medalha pela coragem, porque o que esses caras estão fazendo saidinha a quanto tempo e até hoje nada acontece...parabéns,que outras pessoas tenham a mesma coragem!!!"

É isso aí !!



JOSÉ JOAQUIM SANTOS SILVA


jjsound45@hotmail.com
jjsound45@gmail.com
José Joaquim Santos Silva
Enviado por José Joaquim Santos Silva em 19/05/2017
Código do texto: T6003386
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Joaquim Santos Silva
Salvador - Bahia - Brasil, 58 anos
264 textos (4744 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:23)
José Joaquim Santos Silva