Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trabalhador Comum

   Oito da manhã.O despertador toca. Ponho os pés no chão, gelado.Banheiro.Escobo os dentes.A água está fria.É mais um dia de trabalho.Até aqui pareço um simples empregado, como qualquer outro.
   Saio de casa.Um inesperdo dia quente de inverno.Estou indo para a casa da patroa.Pago o ônibus.Lotado, como sempre. Um senhor olha para mim e diz:
   - O que faz aqui? - Sua pergunta fica sem reposta. Chega meu ponto.Caminho um pouco até a entrada do condomínio.Depois de netrar, caminho um pouco mais.Casa número 23.Entro pelos fundos.A patroa deixa um bilhete na geladeira:"Voltarei as sete e meia, com as compras para preparar o jantar, se apresse, poia teremos visita". Nem um "Bom dia", nem nada mais. Aqui já não pareço um empregado tão comum, mas também não tão diferente.
   Nove da noite, hora de ir para casa. Ônibus vazio. Chegando em casa, uma surpresa: mamãe fez um bolo para comemorar meus doze anos. Sua felicidade por ter conseguido comprar os ingredientes para fazer o bolo é tão grande, que quase esconde seu remorso, e sua tristeza por me ver trabalhar. E agora? Pareço um trabalhador comum para você?
Mayara Garcia
Enviado por Mayara Garcia em 23/08/2007
Código do texto: T620515

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mayara Garcia). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mayara Garcia
São Paulo - São Paulo - Brasil
4 textos (333 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:43)