Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esculachando o Chefe

Neuza chega em casa e depara com Jorge, seu marido, sentado na poltrona com um sorriso de orelha à orelha. Fingindo não ter visto o seu esposo ela entra na cozinha e se pergunta se aquela alegria seria decorrente da noite anterior. Talvez não. Foi muito rápido, rápido demais...
- Benhê, que sorriso é esse?
- Amor, você não adivinha o que falei pro meu chefe lá no escritório!
- O quê?
- Cheguei na empresa atrasado, aí o senhor Nogueira começou a pegar no meu pé. Aí eu não agüentei, sabe. Falei poucas e boas pra’quele chato.
- Como assim, o que foi que você falou pra ele?
- Falei que ele não podia me tratar assim não, afinal eu era um dos melhores empregados do trabalho. Mandei-o pro quinto dos infernos e ameacei pedir as contas se não recebesse um aumento.
- E depois, fala, o que aconteceu!?
- Aí o despertador tocou e eu acordei...
Romoal
Enviado por Romoal em 08/09/2007
Reeditado em 12/09/2007
Código do texto: T643520

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Romoal
Russas - Ceará - Brasil, 28 anos
24 textos (1841 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 17:53)
Romoal