Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SABE DA ÚLTIMA?


Existem pessoas que escolhem como ocupação principal na vida, serem fiscais da vida alheia. São capazes de “tomarem conta” e dão notícias de tudo o que acontece ao seu redor (na grande maioria das vezes, com uma pitada de veneno).

Impressionante, como que controlam e sabem de tudo! Inexplicavelmente, são super bem informadas (até demais)! Dos outros, é claro! Da vida delas, na verdade são quase que completamente ignorantes. E desleixadas!

Conseguem saber em detalhes incrivelmente pormenorizados tudo (mas tudo mesmo!) que acontece na vida das outras pessoas. Na maioria das vezes, contam de maneira esmiuçada(e maldosamente fantasiosa), nos mínimos detalhes, fatos ocorridos com vizinhos, conhecidos, com conhecidos dos conhecidos...

O mais interessante, é que muitos destes acontecimentos ocorrem dentro de casa, entre quatro paredes, e ninguém consegue entender como chegaram ao conhecimento delas. “Nem te conto”, mas, chegaram!

Se for acontecimento ruim então! Estes, ao que parece, são os favoritos e os que merecem maior atenção por parte delas! “Sabe da última?” Elas sempre sabem!

Que riqueza de detalhes elas conseguem! Que brilho nos olhos! E a expressão mórbida de satisfação, quando narram “a última novidade (ruim) do dia”?

E a briga de fulano com a esposa? “Fiquei sabendo que ele quebrou tudo em casa!”Que glória!

“Você viu, a hora que a filha daquela ali, chegou em casa? Com um homem esquisito!!! HUM! Aí tem coisa!”

E a doença do marido da vizinha? “Não sei não, mas ouvi falar que é doença ruim!”.

Notícia da morte de alguém então, só perde em satisfação quando a última é a separação daquela conhecida (que trabalha o dia inteiro, e não tem tempo, e muito menos interesse em saber as “suas novidades”) “fiquei sabendo que foi traída pelo marido! Também, foi bem feito! Aquela horrorosa antipática!” É o que na maioria das vezes dizem!

O prazer destas pessoas, ao que parece, está vinculado a fazer fofoca, a serem mensageiras de acontecimentos (preferencialmente ruins), a fazerem comentários maldosos.

A conversa delas constantemente é repleta de novidades, comportamentos logicamente reprováveis e conclusões maledicentes. Claro que sempre da vida de alguém.

Ao que parece, a vida (será que elas têm?) destas pessoas é sempre vazia e completamente desinteressante, pois nunca acontece nada. Mas se acontecer, provavelmente nem vão perceber, pois ficam tão ligadas nos acontecimentos da vida dos outros, que constantemente nem conseguem ter a percepção do que acontece com elas. Também, a preocupação com a vida alheia é tamanha, que com certeza nem sobra tempo para viverem a própria vida e muito menos cuidarem dela como seria necessário.

Importante ressaltar: estas pessoas só existem, porque encontram ouvintes, que assim como elas, também se aprazem com a vida alheia! E demonstram imenso interesse e satisfação, em ¨saber da última!¨ Dar crédito a estas pessoas é arriscado e perigoso! O próximo “vigiado” e “julgado” pode ser você!

Francisquini
Enviado por Francisquini em 11/09/2007
Código do texto: T648161
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Francisquini
Lavras - Minas Gerais - Brasil, 57 anos
177 textos (12722 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/10/17 04:30)
Francisquini