Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS DISTRAÍDOS

      Dizer que alguém anda distraído é uma forma carinhosa de se dizer que desleixou, mesmo que por instantes, de algo para o qual deveria ter dado importância e não deu.
     
      Dizem que nenhum caduco esqueceu de onde escondeu seu dinheiro.

      Tem gente que esquece da data do casamento, do aniversário da namorada, de pagar uma dívida: - amanheci distraído, tanta coisa na cabeça que nem lembrei.

      Tem gente que anda na rua como se andasse no mundo da lua e tem gente que trabalha tão distraído que nem parece estar trabalhando.
      Dia desses fui abordado, na sinaleira, por um vendedor:
      - Vai levar uma flor, dotor?
      - Quanto é?
      - Tchau, bom fim de semana.

      Mais interessante que um distraído são dois distraídos quando falam entre si.

      Estava um casal numa tradicional casa noturna de Porto Alegre, cheios de planos para o futuro, e altamente enamorados, pois eram notórios os gestos apaixonados. Um pouco retirados, numa posição estratégica de quem não está a fim de ser incomodado, muitas historinhas risonhas sendo contadas e imunes as coisas mundanas. Podem estar certos, não se tem prova do que aconteceu, que a noite prometia, prometia. Planejavam uma festa para os amigos.

      Distante alguns metros, um garçon acompanhava a movimentação e embora só se mexesse quando chamado, vinha de pronto.

      Haviam acertado todos os detalhes para a realização de uma festa, faltava apenas o local e aquele onde estavam parecia ser ideal. A moça, com muita convicção do que queria, mas talvez distraída em demasia pelas mãos deslizantes do mancebo, chamou o garçon e nem se preocupou muito em dizer que queria o local para uma festa exclusiva, foi logo perguntando:
      - Vocês fecham o bar?
      O garçon não poderia ter sido mais óbvio:
      - Sim, fechamos todas as noites.

Marco Antônio Canto
Enviado por Marco Antônio Canto em 23/09/2007
Reeditado em 21/11/2007
Código do texto: T665193
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Antônio Canto
Hulha Negra - Rio Grande do Sul - Brasil, 59 anos
71 textos (10058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 21:30)
Marco Antônio Canto