Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RI MELHOR QUEM MENTE PRIMEIRO

Deixei de acreditar em tudo quando descobri que “Zorro” (o grande herói da minha infância) era o pai da Família Robson (em “Perdidos no Espaço”).

Concluí, então, que tudo em que mais acreditamos é pura mentira: Somos “livres”, mas temos de pagar impostos; Juramos que ninguém manda em nós, mas obedecemos ao patrão, à esposa e ao guarda de trânsito; As faculdades públicas são “gratuitas”, mas cobram taxa de matrícula; E o jogo é “proibido” no Brasil, mas podemos apostar na Loteria Federal.

Ainda bem que o próprio mal que nos tapeia nos alegra. Afinal, nada melhor que uma pesquisa eleitoral, uma cartela de Viagra e uma boa peça teatral para adoçar o dia-a-dia. Tudo mentira. Mas que é divertido é!

Em nome dessa pseudo felicidade, estão apenas inventando outros nomes para a mentira. Bronzeamento “artificial”, seio “turbinado”, casamento “de aparência”, loura “oxigenada”, balancete “maquiado”, couro “sintético”. Por isso fica cada vez mais difícil descobrir a verdade.

Mentira ganhou também sobrenome. Mentira “cabeluda”, mentira “branca”, mentira “barata”... Tem até alguns mentirosos profissionais, em certas áreas: Pescadores, vendedores, políticos, atores, corretores de imóveis, mágicos.

Tem fase que criança mente. Todo adolescente mente pros pais. Dizem que mulher mente melhor do que homem. Que homem mente mais. Já um idoso, ninguém tem coragem de dizer que está mentindo. Nesse ritmo, passamos a vida mentindo.

E a mentira agora é premiada: Oscar de efeitos “especiais”, concurso de “imitações”, festival de “ilusionismo”. Existem inclusive máquinas de fabricar mentira: A realidade “virtual” do computador, os jogos “simulados” do videogame e as “novelas” da televisão.

São tantas dissimulações que não sobrevivemos mais sem nossa dose diária de mentira: É o frio “de faz de conta” do ar-condicionado, o fogo “de mentirinha” do microondas, os juros “engana-bobo” dos parcelamentos, o regime “de araque” dos produtos diet...

As mulheres economizam calorias na salada do almoço, para gastá-las no pudim da sobremesa; Os homens perdem barriga na academia, para ganharem na mesa do bar; Os adolescentes estudam no cursinho o que desaprendem na rua; E as crianças deixam a merenda saudável em casa, para lancharem pastéis no portão da escola.

Nesse mundo de enganação, “Ri Melhor Quem Mente Primeiro”!
Gustavo Arruda
Enviado por Gustavo Arruda em 25/09/2007
Código do texto: T667323
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gustavo Arruda
Recife - Pernambuco - Brasil, 51 anos
5 textos (1849 leituras)
2 áudios (564 audições)
3 e-livros (385 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 14:03)
Gustavo Arruda