Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma verdade sobre a mentira

Aos poucos a esperança dos poucos, irá mostrar que os muitos que existem a nossa frente não acrescentam nada, pois carregam poucas idéias consigo.
Possuem pensamentos flácidos e medíocres.
E ainda por cima, não mudam nada pela criação, mas criam algo após sua ida a privada para pensar.

E nós, por conseqüência, somos reféns de suas  grotescas mudanças. Atingidos em cheio, e machucados pelas mentiras deles, encarando a face barbuda da verdade, cheia de obstáculos e injustiças planejadas, que ficam de forma permanente abatendo a todos que sejam alvos fáceis, eu,tu, ele, nós, todos.


Aqueles que fazem a manobra como parte integrante desta incrível atmosfera existencial, que os desfavorece por um detalhe que se chama massa.

Os alvos difíceis, estão lacrados em palácios confortáveis, com couros, bebidas, mulheres, dinheiro. Eu ia falar dele, logo ali na frente, mas resolvi me adiantar, nunca se sabe.
 Todos só pensam nele, o dinheiro. E quem não pensa, com certeza não precisa pensar muito para ser podre disso.

Que derrota para nós mesmos não é mesmo?
Não conseguimos ficar felizes com certezas, porque não acreditamos que elas existam. Daí muitos vão pensar, mas a morte é certa, eu ia falar dela também, mas não tive pressa desta vez.

Incertezas, é o que temos de certo, as dúvidas estão claríssimas, e vão cuidar para elucidar bem o que não se explica, por que o que existe de igual em nós, acaba nos modificando de forma diferente e intensa com o tempo.

Tenho pena até desta ambigüidade, para simplesmente dizer pouco do que deveria ser realmente ideal para se fazer.

Fazemos força para sermos um passo à frente do que somos, acreditamos nisso para melhorar o que chamamos de vida, e para envaidecer o que chamamos de ego.
Claro, disso eu tinha que falar, não do ego, da vida.

Quando rolou dinheiro e morte o que sobrou foi à vida não é mesmo.
Mas isto para quem tem sorte, mesmo que tenham ficado feridas durante suas outras mortes.

Existe um lugar forte longe de todas estas mentiras, é bem ao norte perto do sul, um lugar sóbrio para viver embebedado de prazer e curtir a arte de ser, e talvez existir, simplesmente sem mentir. Sinceramente duvido muito que isto seja verdade, mas pretendo acreditar, sempre que for preciso falar de mentiras como esta.

Nando Portela
Enviado por Nando Portela em 26/09/2007
Reeditado em 26/09/2007
Código do texto: T668756
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nando Portela
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
2 textos (102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 04:54)
Nando Portela