Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MODELOS DO CORAÇÃO.

O coração está em festa. Isso é raro. Meu coração é sempre melancólico muito antes de ter um grande motivo para a melancolia. A Sandra vai chegar! E com ela Victor, Paulinha, e Wanderley.

Comecei os preparativos hoje, fazendo uma boa faxina na casa. Paulinha é alérgica ao pó e ao mofo. E eu gosto de janelas fechadas, sou do signo de escorpião. Escorpião gosta de ambientes na penumbra.

Não acredito em signos para previsão de acontecimentos do tipo "hoje vai acontecer algo de muito bom" mas acredito que, de alguma forma, somos influenciados em nosso temperamento, emoções e vontades, pela confluência dos signos, na hora do nascimento. Deus me perdoe, mas acredito nisso. Peço perdão porque não tenho nenhuma base bíblica para afirmar isso, apenas o faço baseada em observações. Sou curiosa, vocês sabem disso.

 Mas hoje não vou falar de signos. Até porque, quem tem o Senhor Jesus tem o signo do céu.

Hoje vou falar da expectativa de uma visita que só acontece raramente. Receber filhos, genros e netos, é uma celebração e uma responsabilidade. É uma celebração porque essa visita traz luz a cada cômodo da casa... e bagunça também. Não fica pedra sobre pedra, no final da história. Mas isso é vida. A vida traz em si uma tendência atávica para a desordem.

Os físicos dizem que, tecnicamente, seria possível fazer voltar o tempo, já que ele é apenas uma medida, mas por causa desssa tendência à desordem, é que o tempo não volta atrás.

Mas hoje também não vou falar de física. Que, aliás, é um assunto que não conheço.

Vou continuar meu reciocínio original: a visita da Sandra, minha filha primogênita. Já falei da celebração dessa visita e agora vou falar da responsabilidade.

 Mãe inspira um estilo. Mãe tem um peso muito forte nas pequenas e nas grandes escolhas da vida dos filhos. Se ela chega, e me encontra triste, abatida, desanimada, descabelada, vai se influenciar. De alguma maneira, um dia, ela vai copiar o modelo, quase instintivamente.

Então, preciso fazer as unhas, pintar o cabelo, e melhorar o layout. Começa por aí. O espírito precisa estar vibrante, sem nota de tristeza. Tenho que buscar a alegria aonde ela puder ser encontrada.

Depois, tenho que administrar a casa e a vida da casa. E depois, ainda o cardápio que vai à mesa. A comida precisa ser boa e gostosa. Sem gordura trans. Sem aditivos químicos. Sem colesterol. Alimentos naturais, kefir, noni, pão integral, arroz integral. Mesmo que tenha arroz branco e pão branco. Sei que ela vai olhar o que estou colocando no prato para comer, inclusive a quantidade.

Mais tarde, ela vai até o meu banheiro observar com grandes olhos de admiração, os cremes que estou usando no rosto, no cabelo, no corpo. E a lingerie que fica bem em mim e que me traz alguma beleza e muito conforto. O estilo de vida inclui um jeito de ser e de existir.

E o clima? O clima precisa estar gostoso. Dentro da casa, o frio não pode entrar. Nem o calor. Tem que ser tudo sob medida. Só não o amor... esse pode ser desmedido.

Tenho esse lance de responsabilidade existencial para com as minhas filhas. Sei que sou triplamente observada: pelas duas  filhas, e  agora, pela neta. Essa me segue com olhar de admiração, sempre que estou produzida. De chinelo, não vale.

Mas uma delas não apenas me observa, mas me ouve com muita atenção:  É a Sandra, que já alcançou a idade em que um filho dá ao pai e à mãe, o devido valor. Ela me suga enquanto me abraça. Suga a boa seiva.

Um dia, não muito distante, ela irá receber a Paulinha e o Victor, com seus respectivos filhos, marido e esposa. E irá se lembrar. Em em se lembrando, vai xerocar. Espero que a xerox seja boa e que ela supere o modelo. E que o modelo esteja guardado, com muita saudade, em seu coração.
Ana Ribas
Enviado por Ana Ribas em 30/09/2007
Código do texto: T674751

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ana Ribas
Cruzeiro do Oeste - Paraná - Brasil
202 textos (44841 leituras)
9 áudios (939 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 00:51)
Ana Ribas