Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

        Sou meio Dom Quixote, um sonhador e otimista, e meio Diogo Mainardi, ácido e realista.
        
       Dom Quixote sonhava com enormes moinhos, que ganhavam vida e o  impediam de chegar a Dulcinéia, sua eterna amada. Eu sonho com moinhos cheios de professores bem pagos, instalações impecáveis e alunos dedicados. Lá onde o vento da sabedoria move as pás do sucesso e afasta a nefasta e terrível ignorância. Catedrais de sabedoria e inteligência, onde se transforma o grão bruto e duro do ser humano em um cidadão conhecedor de seus direitos e deveres mais básicos. Sonho com uma quantidade de escolas maior que de templos, igrejas ou sinagogas juntas.
        
          Sou meio Diogo Mainardi, pois não quero a cabeça de Renan Calheiros e seus comparsas e sim o corpo todo, para vê-lo queimar na fogueira das vaidades que se transformou nosso parlamento. Meu lado Mainardi acredita em um dia ver todos os políticos presos, encarcerados como animais tinhosos e vadios, que se alimentam do que outros produzem. Meu lado Diogo gostaria de apontar o dedo ao seu Mercadante, e vê-lo envergonhasse de sua mesquinhez e covardia. Do chefe dele prefiro não proferir nada, visto que cheguei no estágio em que, segundo Arnaldo Jabor, é o do nojo. E nós, por natureza,  nos esquivamos do que nos enoja.
         
          Meu lado Quixote não sonha apenas com escolas de bom nível, mas de excelência,  algo superlativas. Sem excelência, não superamos o estágio da mediocridade, do cinza, do feio, do mofado.
          
          Por essa razão me vem um pensamento que traduz tudo isto: 
      " Hay que ser diferente, excelente,  inteligente, pero sin jamás perder la humildad", parafraseando Che "sanguinário" Guevara: "Temos que ser diferentes, excelentes, inteligentes sem perder jamais a humildade".

          Com a frase acima condenso minha metade Quixote com a metade Maindardi. Uma fusão possível para qualquer um de nós, é só querer abraçar essa causa.

DEDICO ESTE TEXTO A TODOS OS PROFESSORES, HERÓIS DE NOSSA FRENTE DE BATALHA CONTRA A IGNORÂNCIA. SOIS BRAVOS, SOIS FORTES, SOIS DEDICADOS.

BOM DIA DOS PROFESSORES

JOSÉ MIGUEL DELGADO
Enviado por JOSÉ MIGUEL DELGADO em 13/10/2007
Reeditado em 13/10/2007
Código do texto: T692683

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (José Miguel Delgado - www.jmdelgado.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ MIGUEL DELGADO
São Caetano do Sul - São Paulo - Brasil, 56 anos
224 textos (35351 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 08:29)
JOSÉ MIGUEL DELGADO