Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Preço

O PREÇO.

- Quanto custa?
- Tem de dois mil, de oitocentos, de seiscentos.
- Muito caro, não vou levar.
- Tem mais barato. De trezentos, de duzentos.
- Caro ainda, trabalho muito pra desperdiçar.
- É menos que muitos remédios, leve você vai gostar.
- Não, sobrou alguns trocados, mas eu  vou  é mesmo poupar.
- Tem de graça, quer que eu embrulhe pra experimentar?
- Não acredito no que estou comprando,baixou muito não vou arriscar.
- Você quem sabe, mas vai lhe fazer bem, pode acreditar.
- E o que mesmo que você está vendendo? E o que é mesmo que eu vou pagar?
-. Você pode levar uma viagem, um sorvete, um objeto, ou nada que se possa apalpar.
- Como assim? Vou desembolsar dinheiro e nada vou comprar?
- Quem disse que você vai gastar dinheiro? Depende do que vai levar. Estou falando da felicidade, essa não tem preço a escolha é sua para encontrar. Você pode buscar numa viagem, num sorvete, num simples caminhar. Saiba andar olhando para vida, sinto a brisa, respire o verde, olhe no olho, coisas boas você vai enxergar.
- Esse papo é muito bobo, não sou tolo para acreditar.
- Depende de seu espírito, do que falo poucos tem, mas está aí pra quem souber usar. Vejo você gastando tanto em remédios, melhor prevenir que remediar. Faça uma viagem, tome sorvete, passei pelas ruas, pense coisas boas, faça amigos e remédios nunca vai comprar.
- Quem dera se as coisas fossem assim tão simples. Da boca pra fora tudo é fácil para se falar.
- Deixa eu te dar uma oportunidade. Prometo que nada irei cobrar. Segura minha mão, olha no meu olho, selaremos aqui uma amizade e a felicidade vamos encontrar.
Maria Dilma Ponte de Brito
Enviado por Maria Dilma Ponte de Brito em 15/10/2007
Código do texto: T694760
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Dilma Ponte de Brito
Parnaíba - Piauí - Brasil
307 textos (84497 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 03:48)
Maria Dilma Ponte de Brito