Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Chuva

O dia não está bonito hoje, as nuvens negras, encobrem certas partes do céu azul.
Será que chove?
Acho que não! Eu não teria tanta sorte...
O frescor da chuva é a única coisa que consegue trazer seu perfume puro até mim.
Sento na cadeira branca e antiga de minha varanda para ver os primeiros pingos caírem, e pensar:
- Qual será o perfume de hoje?
Será seu perfume preferido ou aquele só para ocasiões especiais?
É sempre uma surpresa, este ano inteiro tentando decifrar seu perfume, misturado com o cheiro de terra molhada.
Me tornei craque em matéria de você.
A saudade deve aguçar os sentidos.
Se fechar mais forte os olhos e me concentrar consigo sentir até o leve toque de suas mãos em meu rosto... mas os relâmpagos sempre me desconcentram.
Todo dia é assim, se o tempo e as nuvens escurecem, sento em minha cadeira branca para te sentir;
Seja suas mãos, seu cheiro, seu beijo.
Amar a distância é muito ruim.
Ao final de cada chuva, ao abrir meus olhos, choro...
Mais uma chuva sem você.
Thaís Tavares
Enviado por Thaís Tavares em 12/11/2005
Código do texto: T70583
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Thaís Tavares
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
16 textos (1511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 22:38)
Thaís Tavares