Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto



Crônica do IMPENSÁVEL





Antecipadamente peço perdão aos excelentes cronistas do RL,e avisando que não possuo um bom português, para escrever crônicas, porém esta vou contar, até para desabafar.

Conheço uma família já há muito tempo, composta de pai , mãe , filho e filha.
Há três anos atrás, o filho, que é o mais velho do casal, resolveu casar-se, com uma jovem, que já namorava uns 3 anos.
Era do meu conhecimento que ambas as famílias estavam satisfeitas com a união dos meninos.

E deu-se o casamento, daqueles cheios de pompa, com “ene” fotos, vídeos , lua de mel nas ilhas Canárias…e tudo mais.

Vejo que a lei de Murphy não perdoa. Após 6 meses de casados, a moça , sentiu-se mal, e procurando auxílio médico, descobriu que estava com graves problemas na tiróide.
Começou ela um longo tratamento, que incluía a temível quimioterapia.
Entre altos e baixos, Sheila, continuou seu caminho, na esperança de ficar logo boa.

Entretanto, a doença renitente teima em não abandoná-la, e ela tem apenas 25 anos.
Se é que podia ser pior, esse pior veio. Notou, ela e o marido, que a família dele vinha afastando-se, quando a hora requeria aproximação.

Dias destes, Jorge , resolveu conversar com o pai e saber o que se passava, o pai disse-lhe que marcaria uma reunião para tratar do assunto, que verdade era, eles tinham vários quesitos sobre esse “infeliz” casamento.

Jorge, naturalmente , ficou triste , mas resolveu aguardar a tal reunião.
E a dita cuja foi marcada., contava dela, os pais de Jorge, a irmã (Sofia) , o noivo da Sofia, e o casal visado.
Penso que o que aconteceu nesta reunião é de espantar, não sei se olho só pelo ângulo emocional e não uso o meu racional…enfim , eu não me conformo.

Na reunião, o pai explicou, que mesmo Sheila tendo ficado doente, eles aguardaram o “possível” para que ela se restabelecesse, como não aconteceu, querem que a moça peça divórcio de Jorge, para ele poder recomeçar com outro alguém sem complicações de saúde.

Isto foi dito textualmente! Além do mais, afirmava , o pai, Sheila, já não poderia ter filhos, e ele queria netos.
Não sei se alguém, concorda com a atitude deste pai, eu não. O casal, saiu arrasadodo encontro, com o filho dizendo que jamais voltaria a pisar na casa dos pais.

Será que não sinto, ou esta gente é maluca, ou a maluca sou eu?

Malubarni
Enviado por Malubarni em 25/10/2007
Código do texto: T709489

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Citar nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Malubarni
Vila Nova De Gaia - Porto - Portugal
595 textos (121251 leituras)
2 áudios (278 audições)
3 e-livros (402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 04:41)
Malubarni