Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diário de uma adolescente


Olá querido diário sinto-me tão estúpida em falar com um pedaço de papel... Mais pelo menos posso ter a certeza de que daqui minhas palavras não sairão.

Bom começando a falar de algo que tem me tirado de órbita ultimamente, de algo com que venho sonhando frequentemente... Nunca é nada de mais, nunca nem chegamos a nos beijar.. Talvez seja porque na vida real isto ainda não aconteceu. Digo ainda, pois hoje ocorreu algo que me fez ter ao menos esperanças... Sei que são coisas bobas e simples mais são estas as mais verdadeiras. Acontece que estávamos em nossa aula de educação física e após o jogo feminino de Handball já chegando perto do final da aula lhe pedi um gol quando este fosse jogar. Sua resposta me fez quase desistir mais mesmo assim insisti vai ver ele mudava de idéia.

- Jorge... Você vai jogar agora?
- Vou sim.. Por quê??
- Porque queria que você fizesse um gol para mim.... – Digo completamente vermelha enquanto este me olhava fazendo uma de quem não queria muito fazer o que eu lhe pedira.
- Ah... Eu não sei se vou jogar mesmo nem estou com muita vontade...
- Por favor.. ?? – Eu digo com um carinha digamos de cachorrinho pidão.
- Ah ta bom eu faço... Mas depois eu posso parar de jogar né? - Nesta eu penso: mais que pergunta mais besta só pedi que fizesse um gol! Não que jogasse por todos do time, mais respondi alegre (era como eu estava).
- Aham! – E me dirijo à lateral da quadra para ver o jogo.

Eu já lhe observara jogando bola antes, não corre muito mais tem muita habilidade com a bola nos pés, fica no meio de campo normalmente.. Quietinho, quando dá levanta o braço e pede a bola. Seus companheiros sempre que possível lhe atendem e este nos dá uma pequena demonstração do que seria  um show de futebol de salão!

Mas neste jogo.. Ele jogou diferente. Estava sempre correndo para lá e para cá, aparecendo continuamente para os companheiros, buscando sempre fazer o gol. Reparava também que olhava de esgoela para o meu lado do campo.. Mais pode ter sido só impressão minha. Já no segundo jogo, este dá uma arrancada em direção ao gol adversário corta para a lateral esquerda do campo e manda uma bola com toda a força para o gol.
Aquele momento para mim andou em câmera lenta... A bola vinha da esquerda para a direita o goleiro estava bem no seu caminho... Este a espalma de leve o que serviu como mais um empurrãozinho para a bola entrar, foi um golaço!  Seus companheiros gritam em vitória, e este anda em minha direção me manda um beijo e aponta para mim... Eu fico rubra e ouço o professor dizer: Olha ele lhe fez um coração com as mãos! Acho que tem alguém apaixonado! E seu amigo apóia: é! Eu também acho!  Mais ele não tinha feito um coração e sim tinha apontado... Mais isso não importava eu estava feliz.

Depois de mais alguns minutos de jogo o goleiro do time adversário fez falta em um carrinho frontal ao atacante... O time dele todo se revoltou enquanto ele só falava calmamente com o juiz indicando a absurda falta. Uns gritam daqui outros de lá e eu o ouço me chamar novamente.. Quando olho ele me sorri e desenha um coração no ar para mim.... Neste momento eu fui à pessoa mais feliz do mundo.... Depois fui falar com ele normalmente, sua expressão não mudou o que me deixou em duvida... Aquilo realmente aconteceu diante de todos os seus amigos?? Ou foi só coisa de momento sem intenção nenhuma....
Quando o vi indo embora estava ao telefone e não consegui dirigir-lhe a palavra. Mais depois pedi a um amigo seu que lhe agradecesse que ele saberia do que se tratava. Mais será que meu sentimento é correspondido... Agora estou em duvida.


_________________________________________________

Eu não chamaria este texto de crônica na verdade.. Até porque foge um pouco de seu gênero literário. Este fato realmente aconteçeu comigo hoje dia 25/10 e eu o escrevi para não esquecer tão cedo e o postei para que vocês pudessem me dizer de alguma forma o que pensam.... Poderia acabar me ajudando!

Obrigada por ler! E se responder meu pedido.. Também!
Arya
Enviado por Arya em 25/10/2007
Reeditado em 25/10/2007
Código do texto: T709873

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arya
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 25 anos
94 textos (3707 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 14:48)
Arya