Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                   


VAIDADE



Às vezes fico pensando o quanto muitas pessoas pagam caro por abdicarem da simplicidade e atrelarem as suas vidas à tola vaidade. E como há vaidosos no mundo!Podemos observar a vaidade feminina pagando um famigerado custo alto quando se envolve com as famosas clínicas de emagrecimento,submentendo-se aos mais esdrúxulos e perigosos métodos, e como o número de vítimas fatais tem crescido assustadoramente.

Conheço algumas mulheres que eram "gordinhas" e  resolveram emagrecer para seguir o modelo socialmente eleito pela grande maioria da população. Esta tem quer ser esguia,quase caquética, cabelo longo,busto assim ou assado...pernas desta ou tal maneira e por aí vai. A mulher que estabeleceu os seus valores atrelados aos da maioria e não possui este tão solicitado biotipo, se impõe um rigor tão austero, caindo em vários estados mórbidos. Pois bem, estas mulheres submeteram-se a tantos sacrifícios em nome de uma tola vaidade e,no final das contas foram abandonadas pelo companheiro e jazem em um estado depressivo tal que carece de tratamento médico. 

Aqui eu questiono: o que há de errado com a cabeça do ser humano? Se a mulher é gordinha,é trocada por uma outra que corresponde fisicamente ao padrão que a sociedade tenta impor mas que nem sempre é uma pessoa emocionalmente saudável. 
E o que é mais engraçado é que os homens não estão nem aí para as suas monumentais barrigas, um provável chulezinho e tudo mais...Enfim, já avançamos um bocado eu sei, e muitas mulheres já estão elegendo como companheiros homens com a famosa barriga "tanquinho", que freqüenta o salão de beleza,se depila e tudo mais...Mas, e daí?! será que os barrigudinhos também não podem ser amados?? E o chulezinho não pode ser orientado a um cuidado maior?! 

Do jeito que a coisa caminha, com tanta inversão de valores, com a exaltação dos valores meramente transitórios em detrimento dos que são efetivamente eternos, tão cedo veremos uma sociedade justa e pacífica, já que esta nada mais é do que o reflexo das ações humanas e,seres humanos conflitados não poderão ter o equilíbrio que lhes norteie ações dignas e justas. Enquanto alguns se alimentam em demasia, praticam a bulimia para não engordar e reduzem o estômago com vistas ao seu objetivo, outros morrem à míngua,de fome e abandono. Apenas este tópico citado já nos permite antever o porquê das desigualdades sociais tão gritantes no mundo. Estabelecer em si mesmo o equilíbrio suficiente, buscando erradicar os vícios e paixões a fim de alcançar o equilíbrio que lhe norteará a vida pautada em ações voltadas não apenas para si mas para toda a coletividade,é fundamental.

Sem paz interior jamais teremos uma sociedade pacífica e justa, volto a repetir.Paz é a chave que faculta o entendimento do que é verdadeiramente necessário para alcançarmos a felicidade para a qual fomos criados.



Um domingo lindo para todos.PAZ!


Imagem do site google:
http://odeo.com/audio/3974283/view
Sônia Maria Cidreira de Farias
Enviado por Sônia Maria Cidreira de Farias em 28/10/2007
Reeditado em 06/07/2008
Código do texto: T713324
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para a obra original.). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sônia Maria Cidreira de Farias
Jequié - Bahia - Brasil
2945 textos (219766 leituras)
1 e-livros (1013 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 20:13)
Sônia Maria Cidreira de Farias