Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Café, Carolina!

Ela sentou na cadeira externa da cafeteria e abriu seu velho livro empoeirado. Fazia isso todas as tardes.
Pedia um café, lia algumas páginas e ficava a observar os pombos pretos que catavam as migalhas na calçada. Às vezes pedia outro café. Ou simplesmente ficava ali, sentada, observando os pombos... numa viagem interna, sem saber muito o que pensar. Gostava quando a calçada estava molhada.

E isso era um ritual na vida de Carolina. A cafeteria, o velho livro, os pombos, o pensar em nada...

Numa tarde, enquanto pedia o café de olhos abaixados concentrada na leitura que nunca saia das mesmas páginas, ouviu para seu espanto:
"A senhorita prefere seu café ao leite, tradicional, descafeinado, expresso, italiano, capuccino, mocha, ou simplesmente puro convencional?"

Carolina ergueu o olhar, um atendente muito bem apessoado com o sorriso incomodativamente doce, simpático, cheio de dentes brancos esperando a resposta. Ela não sabia. Estava tão habituada a sentar, pedir um café, receber, beber, passar suas horas sossegadas e ir embora. Nem sabia que tipo de café tomava, na verdade, nem sabia que existiam tantas variedades assim de café no mundo. Queria sossego... café e sossego!

"Olha, eu não sei ao certo, venho aqui todas as tardes e bebo o mesmo café, na certa aquele moço no balcão saberá qual é o meu café" - respondeu um tanto constrangida.

Não concentrou-se mais no livro e os pombos pretos da calçada... ãh, que pombos??

"Aqui, senhorita. Seu café é o expresso tradicional da casa. Excelente escolha. Esse é apenas para quem sabe apreciar o paladar dos bons cafés. Aproveite! E qualquer coisa não hesite em me chamar, estarei logo ali. Me chamo Marcos. Com licença. " - deixou a mesa com seu incomodativo sorriso nos lábios e um leve brilho no olhar.

"Marcos" - ela pensou.

Carolina obteve seu café como queria, porém não mais o sossego.

E contam que todas as tardes uma moça sentava-se ali com seu velho livro, só que não mais do lado de fora para observar os pombos da calçada... mas do lado de dentro. E a cada dia um novo pedido: capuccino, café ao leite, descafeinado, italiano, chocolate quente, mocha, vanilla express...
E a leitura nunca saiu do lugar.
Anamaria Moraes
Enviado por Anamaria Moraes em 29/10/2007
Código do texto: T714344

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Anamaria Moraes
São Paulo - São Paulo - Brasil, 34 anos
12 textos (286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 08:50)
Anamaria Moraes