Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Só o amor perdoa...

Em casa eu tenho um jogador de futebol! Meu filho apesar de ter apenas oito anos, já me faz ficar envolvida em caneleiras, chuteiras, e horários rígidos para treinos... Ele é da categoria de base do Inter, sub-10.  É fanático pelo time e pela bola, desde muito pequeno só pensa em jogar, seu brinquedo preferido sempre foi bola, seu apelido em casa era 36 e 39, estes são os canais de esporte onde passa o dia todo futebol, ele assiste a todos os jogos não interessa qual campeonato, e nem o time. Eu hoje pago pela boca, sempre detestei futebol, não via graça alguma em ver um monte de homens suados correndo atrás de uma bola pelo campo, mas agora estou por dentro de tudo, posições, faltas, impedimentos, gol olímpico, gol de cobertura, toque de três dedos e etc... Quatro vezes por semana ele tem treino e joga por três horas, e é claro a mamãe fica assistindo e babando, depois ainda tem os jogos no fim de semana, minha roupa passou a ser leg e camiseta do time, e claro o boné, cadeiras de praia no carro e o chimarrão agora fazem parte da rotina.
Semana passada ele treinava no campo ao lado dos jogadores profissionais, estavam todos lá... Fernandão, Magrão, Marcão, Índio em fim, quando acabou o treino o Henrique , meu filho estava enlouquecido atrás dos jogadores, camiseta e caneta na mão, atrás de um autógrafo, compramos uma caneta especial para isso, e ele conseguiu, praticamente autógrafos do time todo! Ficou nas nuvens, só estava jogando com aquela camiseta, foi a sensação quando chegou nos treinos ou na escola , todos queriam ver a camiseta, bom , ontem quase apanhei... É, sabe qual foi a burrice que a anta da mamãe cometeu? Deixou a camiseta de molho, afinal de contas ela estava imunda... Toda manchada tinha de tudo um pouco, alem das tão preciosas assinaturas tinha também, resto de picolé de chocolate, suco de uva e molho de cachorro quente, qual mãe em sã consciência deixa um filho andar neste estado? Então mãe extremosa que sou tratei de tirar aquelas manchas e com elas foram-se pelo ralo seus preciosos autógrafos, não preciso nem contar a cena que se desenrolou, qualquer pessoas com um pingo de criatividade pode imaginar... Primeiro minha cara de babaca ao constatar que a camiseta estava perfeitamente limpa, e limpa até demais convenhamos, meu marido circulando na volta muito bravo, me xingando: Como que tu fez isso? Tu não sabia que este monte de sabão em pó ia tirar as assinaturas? Bom ele é o de menos, o Henrique estava no banho, saiu todo faceirinho de toalhinha enrolada na cintura, contei né? Tinha que contar afinal de contas ele ia usar a camiseta no dia seguinte para treinar, não ia adiantar nada ficar protelando, e qual foi a minha surpresa ao ver que o pai, que tem muita psicologia infantil, eu tenho que admitir ele sabe conduzir muitas situações  melhor do que eu! Levou ele para o quarto e com um jeito mágico nem imagino como, resolveu tudo... Eu ainda recebi um sorriso condescendente dos dois! Meus amores! Meu craque...
Simone Mottola
Enviado por Simone Mottola em 05/11/2007
Código do texto: T724477

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Simone Mottola
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 47 anos
193 textos (20995 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 08:58)
Simone Mottola