Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O PRESENTE

Durante algum momento de reflexão num fim-de-semana, questionava sobre a prática do envio de flores a quem se ama.  Meu racional sinalizou que não me sinto suficientemente sensibilizado para tal.  O fato é que presentear alguém parece ter o valor mágico de materializar sentimentos.  Só que entendo que matéria e sentimento são elementos de natureza diferentes.  O que é matéria? É o concreto, o objetivo.  E o que é sentimento?  É o imponderável, o subjetivo.  Esse convívio entre o real e o imaginário sofre, nesses casos, o forte impacto da incompatibilidade.  É como se tentássemos colocar água e azeite num mesmo copo para formar um terceiro produto.  Não dá liga.  Não se misturam.  A dureza da vida já me fez conhecer a famosa Partilha de Bens, alguns deles, objeto de “presentes”.  No fim, um fica com a água e o outro com o azeite.

Os presentes que quero dar e receber – hoje e sempre – pertencem a uma mesma natureza.  E o que é melhor: não serão dados pelo bolso, mas pelo coração, que através de suas batidas e da expressão de nossos olhos, farão com que sintamos que, de fato, somos reciprocamente fonte e destino de carinho, respeito, admiração, orgulho, solidariedade, compreensão, cumplicidade, paixão, ternura, amor, desejo e tudo o mais que possa enriquecer, realmente, nosso principal patrimônio – o emocional.

Só que a única matéria capaz de sintetizar tudo isso está toda contida na dimensão de um simples beijo.


Racionalizando o amor
Dom AFONSO
Enviado por Dom AFONSO em 21/11/2007
Reeditado em 08/06/2009
Código do texto: T745550

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dom AFONSO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 70 anos
20 textos (1427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 02:32)
Dom AFONSO