Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


 

 

O DIA EM QUE TENTEI ESCREVER UM CONTO ERÓTICO...

 

   Passava de meia noite e eu estava completamente sem sono. Nesses últimos dias tenho andado muito agitado, ansioso, nervoso, sem nenhum motivo aparente. Liguei o radio e não ouvi nada que me interessasse. Liguei a televisão e nada me atraiu. Procurei ler alguma coisa e não consegui me concentrar.

    O que estava acontecendo ? Cadê o meu sono ? Peguei uma revista que comecei a folhear distraidamente quando meus olhos bateram num anúncio da “Play Boy”. Era a dica que eu precisava. Fui direto para o computador com uma idéia fixa : vou escrever um conto erótico.

   Quero abrir um parêntese e fazer uma homenagem a todos os escritores, amadores ou não , particularmente àqueles que são especialistas em temas eróticos. De onde vocês tiram tanta inspiração?

   Comecei a digitar o título e parei. Para tornar o texto interessante o título teria que ser picante ou prometer aventuras amorosas , cenas de sexo implícito e explícito ou simplesmente citar o nome de uma mulher sexy e atraente ? Na dúvida, resolvi deixar o título para colocar no final .

   Mas como seria o começo da minha narrativa, que aliás teria que ter uma ou duas mulheres (quem sabe até mais de duas) sensuais. Homens, nem tanto, até por que não são minha especialidade. Tomei a decisão de falar só de uma mulher, que seria alta, bonita, sensual, seios fartos, pernas longas e bem torneadas mas, seria loura ou morena ?

   Tenho amigas louras , morenas, mulatas e ruivas, portanto, não poderia de maneira alguma cometer a injustiça de esquecer ou discriminar qualquer uma delas. Estava decidido, falaria de louras, morenas, mulatas e ruivas.

   Decisões tomadas a próxima pergunta foi : onde os fatos aconteceriam, como se desenvolveria a história ? Tenho certeza que minha meia dúzia de leitores conhecem e têm bastante experiência sobre cenas de sexo e então, se todos já conheciam, imaginavam e sabiam o que acontece nessas ocasiões, como algo poderia despertar interesse se todos sabiam como fazer, apreciar (algumas vezes se decepcionar, em outras achar muita graça) e curtir ?

    Outra coisa, se vou escrever um conto erótico não seria melhor começar pela sensualidade das mulheres ? Existe coisa mais sensual de se ver do que quando elas estão saindo do chuveiro enroladas numa toalha , sem maquiagem e com o cabelo escorrido ? É , mais, tem gente que não gosta!

    Então, vamos fazer assim, vou começar meu conto erótico com a descrição de uma mulher bonita e sensual. Só tem um problema, quando querem todas as mulheres (a sensualidade é natural nas mulheres) são lindas e sensuais. Além do mais, não decidi quem seria a protagonista principal, a loira, a morena, a mulata ou a ruiva ?

    E outro problema: como estariam vestidas ? A preferência de uns, com certeza seria a de que não estivessem vestidas, a de outros que estivessem só de biquíni e a minha opinião ? Querem saber? Aprecio muito as mulheres que praticam a “dança do ventre” e a “dança dos sete véus” e vocês já leram algum conto que comece com a dança do ventre ou a outra, a dos sete véus ?

    E se no meu conto eu mencionasse alguns palavrões ? Tem uns e umas que gostam de palavrões. Acham que são extremamente sexy e porque não dizer, picantes. O detalhe é que todos os palavrões que conheço não são inéditos (alguns até estão no dicionário do Aurélio) e tem coisa mais sem-graça do que escrever palavrões que todo mundo conhece e até estão no Aurélio ?

   Já li em algum lugar que existem clinicas especializadas em orientar os casais para tornarem seu relacionamento mais, digamos assim, apimentado. Certamente, jamais recomendarão meu conto erótico.

    Mas existe outro detalhe importante. Até aqui tratei do assunto do ponto de vista masculino. Mas e as mulheres ? Nós homens sabemos que elas até apreciam contos eróticos, mas qual seria a reação delas se eu falasse de louras, morenas, mulatas e ruivas praticando a dança do ventre ou sapateando em cima de uma mesa com saia rodada ?

    Não tenho talento, inspiração e sutileza para falar de homens fortões só de sunguinha ou que estejam se exibindo levantando peso. É dura (sem trocadilho) a vida de escritor de conto erótico! Uma cena que gosto muito é quando a mulher se prepara para deitar.

    Embora umas se vistam de short e camiseta furada de candidato a vereador, outras, escolhem um baby dool curtíssimo ou uma camisola super transparente. Ficam lindas! Mas,em se tratando de baby dool ou camisola super transparente, qual a cor ideal ? Ora , não me digam que isso não é importante! Claro que é!

   Bem, o branco revela uma certa pureza, o vermelho é paixão e fogo e o preto muito mistério. Já notaram uma coisa: por que a mulher, antes de comprar um baby dool curtíssimo ou uma camisola transparente não pergunta qual é nossa cor preferida ? Será que é porque elas pensam que não prestamos a atenção neste detalhe ? Particularmente, falando em detalhes, sou fascinado por cinta liga preta ou vermelha.

    Saindo do quarto e indo para outro ambiente, não seria interessante dar inicio a um conto erótico citando nossa heroína ou musa (ou heroínas ou musas) andando pela rua numa tarde de sol ? Imaginem a nossa musa de vestido vermelho com um pouco de transparência e salto alto também vermelho caminhando, ou melhor, desfilando por uma avenida movimentada numa tarde de verão ? O que chamaria mais a atenção ?

   A transparência, o salto alto ? Eu , sinceramente, prestaria atenção no decote. Quando elas estão andando por uma rua movimentada numa tarde de sol o que chama mais atenção é o decote. Não sei se as mulheres já pararam para pensar, mas quando estão vestidas e caminhando pela rua, não há nenhuma dúvida que o que mais realça, valoriza , atrai e chama a atenção é o decote.

    Voltando ao conto erótico, acabo de chegar a uma conclusão importante ! Não sou muito bom para falar de erotismo e o melhor que posso fazer neste momento é abrir minha geladeira e encher uma taça com sorvete de passas ao rum.

     Em seguida vou pra cama. Talvez ainda encontre a patroa acordada.

 

                         ****************

 

NOTA : Quero acalmar minha meia dúzia de leitores : de agora em diante vou fazer o possível para só escrever coisas sérias.




(.....imagem google.....)

WRAMOS
Enviado por WRAMOS em 25/11/2007
Reeditado em 05/01/2013
Código do texto: T752719
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WRAMOS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
4958 textos (418335 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 04:20)
WRAMOS