Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

COISAS DO EGO

Às vezes dá pra entender, quando o sucesso sobre à cabeça de alguém, de forma devastadora. Se é de fato sucesso, fica meio difícil "segurar a onda" que faz das suas, resultando a guinada vertiginosa da rotina desse alguém. A mudança repentina de vida, o redemoinho que sacode a realidade e pega os sonhos de surpresa dão a todo o cenário repentino esse toque sensacionalista que põe o felizardo incauto nas nuvens.
Para uns, trata-se apenas de um susto inicial. Eles vencem a tempestade que entontece os egos, após caírem na armadilha da arrogância, do deslumbramento e de outras bobagens da vaidade humana. Cedo ou tarde, mas ainda em tempo, terminam despertando para o fato de que ainda são mortais: Sentem dores; envelhecem; defecam; amam; desamam; são amados e desamados, por sua humanidade. Já outros, acabam não absorvendo a vertigem e perdendo a razão. Enlouquecem, porque a pancada sobre a fraqueza emocional e de caráter é bem maior do que podem suportar. Mesmo assim é compreensível, dadas as proporções e dosagens.
O que não dá pra entender é quando o sucesso não é tão sucesso assim, e surte o mesmo efeito devastador no ego de um pobre infeliz. Um belo dia ele se vê enredado pelos barulhentos quinze minutos de fama, começa a arrotar odores de quem chegou ao zênite, culminando em acreditar nisto. Geralmente, o sujeito assume ares de galinho de briga em rinha de luxo, e começa a posar para fotos com celebridades das quais se aproxima a todo o custo. Tem frases do tipo "é de gente assim que devemos estar perto, e não de gente que não tem nada a oferecer", e se torna intratável com os companheiros do tempo das "vacas magras"... Os tais que "não têm nada a oferecer".
Agradável mesmo é saber que existem pessoas maiores que tudo isso. Capazes de transitar entre a  fama e o anonimato, o sucesso e a decadência, o glamur e a modéstia com a mesma serenidade. São indivíduos cuja grandeza de espírito e caráter não os deixa perder o equilíbrio, o bom senso, a consciência de que a vida é uma constante surpresa e, principalmente, as referências pessoais: Aquelas que envolvem entre outras coisas, os amigos que só dispõem mesmo de amizade.
Gente é, na verdade, algo indecifrável. Tem um código de atitudes e valores lamentavelmente mutável, na maioria das vezes. Os verdadeiros heróis da resistência não são aqueles que resistem ao mundo e suas variações ou altos e baixos. São, sim, aqueles indivíduos que resistem a si mesmos e aos seus impulsos, deslumbramentos, arroubos e acelerações do ego, ao ser inflado.
Demétrio Sena
Enviado por Demétrio Sena em 27/11/2007
Código do texto: T754794
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Demétrio Sena
Magé - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
3104 textos (62544 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 22:48)
Demétrio Sena