Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NUNCA IREI TE ESQUECER

Conhecia-te há tanto tempo e agora vejo como era mais fácil quando éramos apenas amigos, e ao mesmo tempo como era tudo tão estranho, parecia que tudo aquilo tinha que acontecer.
Nunca irei esquecer o dia em que tudo começou a mudar. No dia em que o sol se encontrava com a lua, no dia em que todos pararam para vê o fenômeno maravilhoso que encanta a todos, num eclipse, nossas bocas se encontraram e tudo mudou pra mim.
No começo tudo foi muito difícil de entender. De amigos estávamos passando para o estágio da confusão, o estágio em que nem nós sabíamos o que significava.
Fugir, fugir muito de tudo. Do que eu sentira naquela inesquecível noite, do gosto do teu beijo, dos teus carinhos, do teu cheiro.
Mas chegou um tempo em que te vê e não lembrar do que tinha acontecido era impossível. Então, acho que foi ai que me rendi.
Rendi-me ao charme que eram as minhas mais belas lembranças de ti.
Eu não conseguia mais viver fugindo daquilo tudo. Sentimentos antes inexistentes como ciúme, saudade e ternura começaram a aparecer.
Tudo o que vinha de você começou a ter outro significado pra mim. Ao te avistar de longe, já sabia que eras tu, já conhecia teu andar, tua sombra. Comecei a adorar te vê sorrir, te vê feliz, descontraído. Até já sabia quando não estavas gostando de uma coisa, ou quando estavas curioso. Todas as tuas expressões eram capitadas pela minha sensibilidade e era jogado direto no meu coração. E lá ficava para recordar no silêncio da noite. São nessas horas que os nossos pensamentos viajam nas mais belas emoções. E eram nesses momentos em que eu mais pensava em ti.
A vontade de estar contigo estava tomando uma dimensão muito perigosa, a dimensão da certeza. Certeza de que tudo aquilo era real e que não mais iria conseguir fugir das certezas do meu coração, certeza essa que dizia que não era só um amigo, e sim, um amigo que fazia meu coração saltar no peito, um amigo que fazia eu me interessar por coisas que antes não tinha nenhuma importância pra mim, um amigo que eu queria junto a mim por inteiro, com qualidades e defeitos, com sorrisos e lágrimas.
Você me fez sorrir de coisas banais, me fez querer dançar, pular. Meu coração só começou a bater a partir do dia em que você entrou na minha vida, a partir do dia em que olhei dentro dos teus olhos e vi o homem que eu tanto procurava pra mi m naquele momento.
Não sei quanto tempo isso vai durar, pode ser meses ou anos, mas nunca saíras das minhas lembranças mais doces, porque em ti eu encontrei força para vencer qualquer barreira e isso é para a vida toda.
Só me resta te agradecer, meu grande amigo, por estar me fazendo feliz, por estar do meu lado, pelos teus sorrisos e abraços e por você ser quem é um homem imperfeito, mas capaz de me fazer esquecer tudo de ruim apenas com a tua presença.

Daysinha
Enviado por Daysinha em 23/11/2005
Código do texto: T75497
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Daysinha
Recife - Pernambuco - Brasil, 28 anos
8 textos (765 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 16:12)
Daysinha