Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"E AGORA "FESSORA?"

 *Comigo muita coisa acontece para mostrar que nem sempre estou certa. Vivo pregando amor à natureza, aos bichos, insetos, animais etc...
   Ontem um aluninho veio com a novidade :havia visto um "ninho"de aranhas. Ninho??Lá fiquei eu por uma hora explicando sobre as aranhas, falando que são inofensivas, tem sua utilidade e muitos outros blá, blá, blá...Eu disse tudo que sabia sobre elas e sosseguei o menino que queria destruir o tal "ninho". Terminada a aula ainda fiquei à espreita para ver se iam embora mesmo e deixavam as aranhinhas em paz. Foram mesmo, vi-os virar a estradinha sem sequer olharem para trás, fechei a sala de aula ,entreguei a chave ao caseiro e fui embora também.
   Hoje pela manhã lá estavam os meninos na balbúrdia de sempre e o mesmo aluno de ontem estava eufórico, porque o "ninho" de aranhas não estava mais lá no lugar. Perguntei se alguém havia mexido e os "anjinhos" disseram que não. Esqueci o episódio, muita coisa a fazer e eles com a história das "aranhinhas". Mandei-os para dentro da sala e depois de nossa pequena oração da manhã, preparei-me para a chamada diária.
   Enquanto eu falava com eles, abri  a gaveta da mesa e pus-me a procurar o livro de chamada, passando a mão por dentro da gaveta, sem olhar, sei tudo que guardo lá. Foi quando coloquei os dedos em algo macio e pensando ser o forro de um apagador fiz menção de pegá-lo. Foi aí que a natureza voltou-se contra mim...num milésimo de segundo, uma enorme aranha, dessas de filme de terror, pulou sobre meu braço e me picou. Não senti mais que uma agulhadinha, mas ardeu muito e a danada ainda saiu correndo tentando se esconder entre as carteiras...A algazarra estava formada! Meninas subindo nas carteiras, meninos "valentões" tentando pegar a fugitiva, muitos dando chutes, outras crianças gritando e eu sentindo a dorzinha estranha e a aranha sumiu...
   Para resumir a história:aula suspensa,professora no Pronto Socorro para ser medicada, alunos em festa e certos de que tinham que ter matado as "aranhinhas"  e  nós todos sem saber onde a fujona se escondeu!
   Cá entre nós:com que moral e coragem vou chegar na escola amanhã? Como abrirei a gaveta??
   
            Obs// Qualquer acontecimento pode virar  festa, mas a aranha não era venenosa, soube disso depois e nem foi picada que ela me deu, apenas, pelo medo que tive senti algo, um comichão..não sei explicar.

                  27/11/07      *Marilda*
Marilda Lavienrose
Enviado por Marilda Lavienrose em 27/11/2007
Reeditado em 22/11/2013
Código do texto: T754979
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marilda Lavienrose
Campinas - São Paulo - Brasil
1644 textos (80800 leituras)
41 áudios (2915 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 21:44)
Marilda Lavienrose