Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA A PAPAI NOEL

Querido Papai Noel:

Estou me sentindo profundamente cansada de ler nos jornais, notícias de corrupção envolvendo os políticos brasileiros; também estou cansada de ver que as denúncias das falcatruas nas quais eles se metem não dão em nada, enquanto eles permanecem livres, sem que estas denúncias os afetem em coisíssima alguma; sinto-me cansada em ver que nós, contribuintes brasileiros carregamos nosso País nas costas, e em quase nada somos beneficiados.

Cansei de ouvir dizer que o Brasil é o País do futuro – um futuro que nunca chega; cansei de fazer a minha parte; de apertar o meu cinto, enquanto os nossos nobres representantes esbanjam o dinheiro público sem qualquer cerimônia. Cansei de ver nosso dinheiro ser mal aplicado e sendo usado até mesmo para pagar pensão a filhos bastardos de políticos que não respeitam o povo.

Portanto, Papai Noel, a partir de agora, também cansei de reclamar e como presente de Natal quero passar para o outro lado; quero ser afilhada do poder; fazer parte da “galera” bem sucedida e que não está nem aí para os problemas do País. Quero ser integrante da Lei de Gerson e também levar vantagem em alguma coisa. Seu trabalho Papai Noel vai ser arranjar-me um padrinho poderoso.

Pra começar, quero ser lotada numa repartição pública onde se trabalha pouco recebendo um salário bem grande. A sala deve ser bem decorada e com ar condicionado central, porque o calor está insuportável. Quero ter direito a 13º, 14º, 15º salários e férias de 90 dias. Fazer horas extras está fora da negociação, a não ser com o pagamento de salário dobrado. Afinal, ninguém é de ferro.

É importante lembrar que a semana não poderá exceder os três dias de trabalho e que ainda vou precisar de auxílio roupas, auxílio cabeleireiro e auxílio manicura. Uma boa aparência no local de trabalho é algo bastante valorizado.

Quero ter direito a um aparelho celular de última geração equipado com blue tooth, infravermelho, câmara fotográfica, rádio FM, gravador de voz, cartão de memória e com a conta mensal paga pelo Estado.

Para as minhas viagens de férias, quero ter direito a passagens aéreas de primeira classe para onde eu bem entender, especialmente para conhecer a Europa, o que dá status aos servidores públicos. Não se esqueça de que para estas viagens, eu preciso de um cartão de crédito ilimitado.

Como a sensação de violência anda crescendo junto à população, (por culpa da Imprensa que faz alarde por besteira) é mais do que necessário que eu disponha de um carro veloz, blindado, com direito à motorista e segurança particular. Este veículo, porém, não deve chamar muita atenção. Discrição é a palavra de ordem na hora de escolher a cor de veículo, por favor.

Não abro mão do conforto, mas não faço questão de usar um dos modelos brasileiros exportados para a Europa, porque eles já dispõem de todos os componentes de segurança que não temos nos modelos que circulam dentro do País. Também não esqueça de preciso de vigilância 24 horas para a minha casa.

Preciso urgentemente mudar de endereço porque a minha casa não dispõe de piscina. Como eu adoro receber meus amigos para um churrasco nos finais de semana, preciso de uma casa mais espaçosa, com uma piscina bem grande, uma churrasqueira e uma adega. Tudo de primeira.

Estou cansada de procurar atendimento médico em postos de Saúde e em hospitais públicos, onde não existem profissionais, faltam medicamentos e com pessoas morrendo na fila de atendimento. Portanto, a partir de agora, qualquer atendimento médico para mim e meus familiares deverão ser realizados em São Paulo. Os casos mais graves, se houver, deverão ser removidos imediatamente para a Inglaterra. Afinal de contas tudo isto é pago pelo contribuinte brasileiro.

Preciso fazer alguns cursos para aprimorar meus conhecimentos. Estes, porém, não serão feitos no Brasil, mas em países como Holanda, Bélgica, Inglaterra e França, entre outros e serão extensivos aos meus parentes e aderentes.

Na hora em que for me aposentar não se esqueça: quero continuar recebendo meus honorários de forma integral e veja se consegue me enquadrar em alguma outra folha de pagamento, para que eu tenha direito a manter o mesmo padrão de vida. O povo, com certeza não vai reclamar em pagar mais uma aposentadoria, para quem não trabalho. O contribuinte brasileiro é muito bonzinho e já nem se preocupa mais com o destino dado ao dinheiro dele!

Tenho certeza de que serei atendida no meu desejo. Afinal, o que estou pedindo não é algo de extraordinário e que não seja feito há muito tempo neste País, especialmente para os servidores da Justiça e da política nacional.

Atenciosamente,
Nadja Lira
Enviado por Nadja Lira em 03/12/2007
Código do texto: T763634

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nadja Lira
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil
67 textos (30528 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/08/17 03:13)
Nadja Lira