Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DUAS TATUAGENS

A PRIMEIRA

- Ficou maneiro, primo!
- É mesmo? Deixa eu ver.
- Ficou lindo! M-A-C-A-R-E-N-A.
- Quê?!
- Dá uma olhada. Como você pediu.
- Quê?!
- Quê o quê?
- Que diabo é isso?
- O quê foi? Não gostou?
- Você tatuou MACARENA nas minhas costas?!
- Ué! Não foi o que você pediu?
- Eu disse MADALENA, imbecil! MADALENA! O nome da minha noiva!
- Você tá namorando, primo? Putz, que bacana! E a tia Elvira já sabe?
- MACARENA... Que tipo de tatuagem é essa?!
- Tá bom, tá bom! Não ficou lá essas coisas, mas a gente pode dar uma retocada aqui e outra aqui nessa voltinha do C... Putz, primo! Foi o que você pediu...
- Eu vou te matar, animal! Dá um jeito nisso!
- Que jeito? Como é que eu vou dar um jeito? Vai ficar estranho. Vai parecer que você pediu uma coisa e o tatuador fez outra.
- Mas foi exatamente o que aconteceu, sua anta!
- Primo, fica calmo. Pensa comigo... Você queria mesmo tatuar o nome de uma garota nas costas?
- Não! O que eu queria mesmo era o nome de um ritmo latino imortalizado na minha pele!
- Bem que eu achei estranho... Você nunca gostou de dançar e de repente decide tatuar as costas com MACARENA. E ainda, grande desse jeito!
- Cara, você é muito estúpido!
- Vou tentar consertar, primo. Fica tranqüilo. Deixa eu ver... Vira aqui. Vai doer um pouquinho, hein?


E AGORA OUTRA...

- A tatuagem vai me deixar mais moderninho?
- Vai.
- Sabe, eu quero levar uma vida moderninha. Que nem a música do Ultraje a Rigor. Sabe qual é?
- Sei.
- Deixar minha minininhá... Sair sozinha! Esse tipo de coisa. Eu tenho namorada, sabe?
- Hum-hum?
- Você conhece ela? Ai!
- Não. Desculpe.
- O nome dela é Line. Bom... Esse é o apelido dela. O nome completo é Jackeline. Com "ck", sabe? Tipo americano.
- Sei.
- Você gosta de mostarda?
- Não.
- Eu gosto. Ai!
- Desculpe.
- Sem problemas. Como é que tá ficando?
- Bom.
- Nem acredito que finalmente vou ser um tatuado. Vinte anos! Esperei vinte anos por isso... Ai! Decidi fazer quando eu tinha quatorze e agora, depois de vinte anos, estou fazendo a minha tão sonhada tatuagem. A vida é engraçada, hein?
- Muito.
- Claro que eu mudei muito de opinião a respeito do que desenhar no meu braço, mas finalmente decidi. Aaai! Você aceita cartão?
- Não.
- Ah... Tudo bem.
- Como é que tá ficando?
- Bom.
- Vem muita gente aqui?
- Hum-hum.
- Seu escritório é "cool". Moderno... Ah! Não é escritório que se diz, certo? É sala, certo? Salão... Aaai!
- Desculpe.
- Sem problemas. Dói, hein?
- Tá doendo?
- Não, tudo bem. Contanto que eu fique mais moderninho. Aaai! Que nem aquele cara da música do Ultraje a Rigor. Sabe qual é? Aaaaaai!
Rafael Zanette
Enviado por Rafael Zanette em 22/12/2005
Código do texto: T89285

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rafael Zanette
Florianópolis - Santa Catarina - Brasil
52 textos (3630 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:01)
Rafael Zanette