CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

PROGRESSO DO REGRESSO

Hoje estamos vivendo em constante "Progresso", que se reflete totalmente em nossa existência como na de nossos antepassados, nem tudo hoje é como era na época de nossos pais, hoje o que consideramos estar evoluindo, pode ser considerado um grande regresso, estamos comprando o futuro com o preço de nossas vidas, vem o Progresso e junto com ele a nossa morte. Do que adianta termos uma evolução histórica em todos os ramos da ciência e tecnologia se não poderemos desfrutar dela. - Ainda me lembro do tempo que não vivi, onde os caboclos, os vaqueiros e as donas de casas viviam felizes em sua vida pacata, juntamente com seus animais, onde ele mesmo plantava o que comia, tinha prazer na vida e até mesmo vivia mais. Quem se lembra daquela época onde o ensino tinha valor, quem era formado era considerado Drº. Não foi a muito tempo, meus pais podem me contar, quem tinha ensino tinha uma ampla gama de conhecimento. E hoje? -Saímos das cadeiras das Universidades com um restrito conhecimento, que muita das vezes não somos capazes de exercer algo que passamos tempos estudando, quando nos pegamos a refletir, percebemos que nada sabemos. Quem antes tinha Ensino Médio era professor e hoje quem é formado com nível acadêmico nada mais é que apenas mais um. - Os animais se lembram bem mais do que minha curta memória. Quando os mesmos tinham vida, não era obrigados a viver, alterando seu ciclo de vida, deixando de viver. -Ode a Preservação Ambiental, onde cada dia que passa deixa de existir. Como preservar algo que matamos com a criação de nossas metrópoles? - Conquistamos o Progresso matando nossa existência.
E eu que ainda não sei o que é viver, estou me matando sem saber, neste mundo onde reina a imperfeição. -Até tive a capacidade de escrever este inútil texto, mais sou apenas mais um, uma pessoa que tem a consciência de meus erros, porém não sei como mudar, vejo o erro, sabendo a solução, do que adianta sabermos de tudo e não termos capacidade de mudar, mudar o que outros nos colocaram a ter que viver, viver algo que não desejamos para nós, não escolhemos a vida que levamos hoje, não vivemos o que poderíamos viver.
Enquanto isso, estou sendo movido por um capitalismo imbecil, sentado em frente um computador de minha Faculdade, escrevendo este texto inútil. Vou ali ver uma pessoa especial. Continuar a viver, quem sabe um dia eu vejo que estou equivocado neste Progresso em forma de Regresso!
Renato Dieckson
Enviado por Renato Dieckson em 02/04/2008
Reeditado em 10/11/2008
Código do texto: T927842
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Renato Dieckson). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Renato Dieckson
Gurupi - Tocantins - Brasil, 25 anos
2232 textos (184358 leituras)
2 áudios (428 audições)
2 e-livros (203 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/09/14 18:00)