Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BBB

Porque as pessoas têm tanto medo das coisas mais simples? Aquela pergunta ridícula que o Bial fez e que faz todo primeiro dia de circo, nos mostrou como nos tornamos baixos por dinheiro. É sempre uma pergunta idiota e eles sempre têm medo de responder e sempre pagam mico... O que nos fazer perder tempo para assistir um monte de macacos desesperados correrem atrás da banana?
Não, eu não estou criticando você que assiste esse programa, porque seria hipócrita, afinal para falar dele, eu assisti, e nem quero criticar ninguém... Só alertar. Pensem na insanidade que pode nos levar os sonhos mal alimentados. Mas o que dizer de uma vida moderna sem a tevelisão, o entretenimento, e as novelas? Não dá, né? A tevelisão aproxima os mundos, e está sendo substituída pela Internet, que gruda os mundos, os misturam e nos faz entender muitas coisas ou desentendê-las.
Já estive muito alienada à novelas, mas como criticá-las eu as escrevo, são contos, nunca publiquei nenhum, mas me dói o coração ir à livraria e ver tantos livros que não serão comprados por mim, e por milhões de pessoas vidrados na tv. Passou a minha alienação, mas ainda assisto tv, agora com menos freqüência possível e isso só me faz pensar mais. Acho que é um mal necessário, que bem feito, será apenas um bem de distração e até de futilidade. A verdade é que ninguém sabe fazer tevelisão ainda, e por mais que soubesse, ninguém sabe assistir.
Caímos, então num abismo, o óbvio se torna ridículo ao meu ponto de vista, não basta bolsas à ignorantes, o que basta é opção. Dê um ensino melhor da primeira série... Porém é um tanto de blá, blá, blá, e é tão simples que você já cansou de seguir este raciocínio.
Sem crises políticas, voltemos ao BBB, todos muito bonitos, para gente sonhar em ser assim, porque a nossa felicidade está em invejar a do outro, pessoas ignorantes, arrogantes e convencidas, daquele tipo que a gente sonha em se extinguir um dia. Por favor, especialistas estudem esse caso de loucura: quero ser famosa, achada, descoberta, descobrida (de roupa). O dinheiro nem é tão importante assim, ah, é sim, e como é!!! A riqueza fácil é o sonho da classe média, média baixa e baixíssima.
A Globo quer fazer um programa de audiência, e a fórmula é tão óbvia, é só levar um monte de mulher reivindicantes do DNA do programa do Ratinho, a baixaria aumentaria a audiência, e não adianta dizer que só pobre gosta de quebra-pau, porque os ricos gostam tanto quanto, mas eles chamam de arte ou esporte.
Falta cultura? Não, falta tempo, como dizia uma sábia professora de história minha: “Uma revolução, não é feita do dia pra noite.” Por acreditar no contrário foi que os petistas se f*****. O Lula não revolucionou, ou talvez sim, afinal mais um circo tão grande quanto este, só daqui a alguns anos...
Jule Santos
Enviado por Jule Santos em 11/01/2006
Código do texto: T97587
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Jule Santos
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 29 anos
234 textos (13249 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:24)
Jule Santos