Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos "Feras" da UPE/FFPP

AOS ALUNOS RECÉM CHEGADOS AO MUNDO MARAVILHOSO DE LETRAS


Quando adentrei essa faculdade para fazer as provas de vestibular não estava tão nervosa quanto a maioria dos companheiros ao meu redor, no entanto, eu não sabia bem o que estava fazendo, como muitos, optei por letras meio que ao acaso.

No primeiro dia de aula, comecei a entender o mundo novo que se abria à minha frente, um mundo tão grande, mas tão grande, que tive que me concentrar para não sentir-me pequena ao ponto de perder-me em meio a tantos conhecimento e diante de uma sede incontrolável de saber.

Adentrar uma universidade é uma vitória tão gostosa de ser saboreada que chega a nos embriagar de tanto entusiasmo, e algumas vezes a euforia é tanta que esbarra num pedido de silêncio do professor.

Hoje, diferente do começo, eu enxergo a beleza da profissão que eu escolhi, uma profissão que requer de cada um nós uma responsabilidade e uma dedicação ímpar, porque estamos nós, professores, a formar e transformar o mundo. Nós temos nas nossas mãos o poder de libertar um ser humano através da conscientização, através de uma educação bem fundamentada.

Professores, que tenhamos consciência de nossa tarefa, que possamos enxergar a grandiosidade da relação “mestre e aluno”, onde, diante da vida, ambos ocupam o papel de aprendiz.

Quero adentrar a sala de aula tendo como meta, formar não só alunos, mas cidadãos, educar pessoas em alicerces sólidos, uma educação não somente de regras gramaticais, mas, de regras de cidadania, de política, de direitos e de deveres; regras que possam conduzir-nos a uma mudança social, garantindo-nos assim, o direito à vida.

Trabalhar com alfabetização de adultos é meu objetivo, e sonho sempre com o dia em que, ao ver um adulto se libertar da opressão psicológica que o sistema nos impõe, eu, sentindo a leveza do dever cumprido, enxugarei a primeira de muitas lágrimas de satisfação.

Mas para que isso aconteça, para que possamos dar nossa cota de contribuição na transformação da sociedade, é preciso que estejamos preparados, é preciso que levemos a sério a nossa escolha, o nosso curso e o infinito de conhecimento que se abre diante de nós.

Ler, ler e ler, sempre e ininterruptamente, buscar obras clássicas, obras populares, teóricos, aceitar, discordar, escrever, criar; entender sempre os dois lados da moeda, construir nosso alicerce conscientes de que, aqui dentro da universidade, o nosso sucesso depende muito mais de nós mesmos do que de fatores externos.

Que vocês sejam bem vindos à nova etapa dessa prazerosa estrada sem fim. A estrada do conhecimento.
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Enviado por Cinthya Danielle dos Reis Leal em 09/05/2005
Código do texto: T15903
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cinthya Danielle dos Reis Leal
Petrolina - Pernambuco - Brasil, 40 anos
165 textos (73429 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:28)
Cinthya Danielle dos Reis Leal