Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tão divino esse meu demônio...

A última fala de Júlio, personagem de minha peça teatral, à Lívia, seu eterno anjo.


_Continuo então a interceder por você, pois agora é você que se mata... E sou eu aquele que sinto o tormento sentido um dia por você! Meu amor, de nada passará nossas vidas a não ser um sonho... Um triste, mais um belo sonho... Do qual não acordarei, e esperarei até que um dia nossos destinos se cruzem para que possamos finalmente desfrutar dos nossos sonhos, desejos e façamos planos... Aqueles que não pudemos fazer, que nos foram impedidos... Te amo, e estou aqui por você esperando um momento, almejando um único momento que nos seja permitido de nos olharmos pela segunda vez e novamente nos apaixonarmos... Para sempre, será você, meu anjo...


Seria esse talvez eu... amo essa peça... essa fala... estou apaixonada por Júlio... rsrsrs

Peça teatral: Tão divino esse meu demônio...

tão divino... tão divino... é esse meu demônio...
Tatiana Marques (Tath)
Enviado por Tatiana Marques (Tath) em 16/07/2006
Reeditado em 16/07/2006
Código do texto: T195572
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Tatiana Marques (Tath)
São Gonçalo - Rio de Janeiro - Brasil, 28 anos
554 textos (19859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:29)
Tatiana Marques (Tath)