Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Falta um passo à frente para sermos nação

O destino do homem é onde ele planta, colhe e come
Se isso lhe falta ele insurge, fica em pé e luta
Quando lhe falta o pão, quando lhe falta o ar

Mas pode ser amordaçado por esmola e propaganda
Ao homem sem pão se engana com pouco
Mas isso nem sempre dura. Não se sustenta

Falta se dar um passo à frente no intuito de sermos nação
União. Um povo que não se ama fica disperso
A ele se manipula fácil pra se ganhar eleições
 
No Brasil é regra, a farsa parece eterna. Repete-se
E ainda falta tanto. Faz falta o pouco para muitos
Mas um povo dividido se dispersa. Elos rompidos

Tudo está errado, mas parece certo. Persuasão
Mas ainda há gritos no sertão. Morrem-se inocentes no gueto
O que acontece? Os ouvidos estão moucos?

Como demolir os demônios do poder, diluir seus venenos
E ver ruir os templos sagrados da hipocrisia
Das angústias, misérias e auguras do Brasil? É hora
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 31/08/2006
Reeditado em 31/08/2006
Código do texto: T229741

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32936 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:13)