Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TUDO VALE A PENA SE A ALMA NÃO É PEQUENA

Tudo vale a pena se a alma não é pequena.

Discurso de Formatura para a 3ª Série do Ensino Médio do Colégio Domingos de Moraes, formandos no curso Técnico em Informática, 2004

  Nesta noite na qual nos reunimos para celebrar uma conquista, não apenas particular, de cada aluno, mas coletiva, com muitas pessoas participantes, lembramos da frase do poeta português Fernando Pessoa, que nos ensina a encarar com desafios com o espírito elevado, com a alma grande, maior que o obstáculo, mais forte do que imprevisto, mais alta que o desafio.
  O desafio de lecionar para uma classe heterogênea que evoluiu com o passar dos anos. Alunos que não nutriam o mínimo interesse por aprender, hoje sonham com a faculdade às suas portas, em 2005. Outros tantos que mantiveram o alto nível de aprendizado e absorveram o máximo de conhecimento quanto puderam, alguns outros que escolheram se contentar com pouco, mas... a vida não é feita de escolhas?
  Parabenizo os alunos e alunas que chegaram até aqui e escolheram o melhor pras suas próprias vidas: o exercício da disciplina, a valorização das amizades e da camaradagem, através de atividades intra e extra escolares e o convívio respeitoso com todos. Ensinei-lhes que reclamar é saudável, mas com elegância e respeito ao reclamado, sem baixarias nem movimentos subterrâneos, escondidos da luz da superfície. Mais do que matemática, química ou física, Inglês, Português ou História, é necessário desenvolver valores que ensinem para a vida, não apenas para ser aprovado em um vestibular, para ressaltar o que orienta o Colégio Domingos de Moraes, que preza pela Educação para a Vida.
  Para chegar até aqui, foram necessários vários esforços conjuntos, não só dos alunos, mas de professores, diretores, funcionários e principalmente, dos pais destes alunos que hoje, orgulhosamente, colam grau diante de tantas testemunhas.
  Merecem lembrança nesta ocasião os colegas professores que batalharam pela formação destes alunos, os funcionários e a direção do Colégio, mas são os pais, verdadeiros heróis que vencem uma batalha a cada dia, um leão a cada hora, nesta selva de pedra em que vivemos. Não só uma educação de qualidade, mas a preocupação com a segurança, a violência que nasce do asfalto, como flores teimosas. Quantas vezes, em 3 anos, 200 anos letivos em cada ano, 600 dias no total de idas e vindas, zelando pela educação e integridade de seus queridos filhos e filhas.
  Finalmente, quero deixar uma mensagem para a vida de vocês. Hoje é uma etapa vencida de uma escalada que não tem fim. Quanto mais alto subirem, melhor será a paisagem. Portanto, desejo que vocês convidem para esta caminhada três classes de pessoas, a fim de que elas possam ajudá-los a chegar cada vez mais alto.

Deus, que Ele seja uma pessoa atuante e presente na vida de vocês, não apenas um personagem dominical, nas missas e cultos realizados em tantas Igrejas. Deus é uma pessoa que deseja se relacionar com vocês e participar de sua caminhada.

A Família, que é o porto seguro onde você pode encostar o barco da sua vida, seja para descanso, reparos, para reabastecimento, trocar as velas ou consertar os motores, para saciar sua fome e sede. Sem família, não vamos a lugar nenhum e quem a tem, deve valorizar.

Os amigos, que são a família que escolhemos. Companheiros de muitas horas alegres e difíceis e que mantém conosco uma intimidade que só pode existir...entre amigos! Nenhum homem é uma ilha e com as boas amizades podemos ir muito mais alto.

Desejo a todos vocês, sucesso e realização e que vocês tenham sempre a consciência de que nada nesta vida é conquistado de forma unilateral, mas sim, com o esforço conjunto de várias pessoas. Por acaso, estas pessoas que rodeiam vocês nesta noite.

Vale a citação do texto de Fernando Pessoa, exatamente como eu o conheci, em 1990:

Mar Portuguez
 
Ó mar salgado, quanto do teu sal
São lágrimas de Portugal!
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão resaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar!

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.
Quem quere passar além do Bojador
Tem que passar além da dor.
Deus ao mar o perigo e o abysmo deu,
Mas nelle é que espelhou o céu.
(Fernando Pessoa)
Marcelo Lopes
Enviado por Marcelo Lopes em 15/06/2005
Reeditado em 12/12/2012
Código do texto: T24790
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor: Marcelo Lopes).
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Lopes
Guarujá - São Paulo - Brasil, 47 anos
475 textos (44348 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 12:10)
Marcelo Lopes